Vida no trabalho

Esses 8 motivos podem estar dificultando sua promoção no trabalho atual

iStock
Imagem: iStock

Claudia Dias

Colaboração com o UOL

06/11/2017 04h00

Considere os fatos: você está na empresa há um bom tempo e não percebe nenhum sinal de que dará um passo adiante ali dentro. Enquanto isso, a dúvida cruel sobre a desejada promoção te persegue mas, para completar, não recebe um mínimo feedback do seu chefe sobre seu desempenho. O que fazer nestas horas?

Experimente uma autoanálise e avalie se está cometendo alguma das seguintes falhas. Segundo profissionais especializados em gestão de pessoas e carreiras, tais situações podem estar minando qualquer chance de crescer profissionalmente.

1. Não ir além da sua responsabilidade

Você cumpre só o que te mandam fazer, sem propor ideias ou mesmo ajuda ao colega da baia ao lado? Não espere ser valorizado. Para o administrador Alexsandro Nascimento, master coach e idealizador do Carreiras em Alta, este é o perfil de alguém não consegue gerar valor de forma diferenciada para a empresa. A psicóloga Bia Nóbrega, coach, mentora e palestrante, reforça: "Para ser promovido, todo profissional precisa atender à expectativa para a qual foi contratado, que é o mínimo desejado, e gerar valor adicional, seja entregando mais do que o esperado e/ou melhor - ou seja, menor prazo e/ou menor custo e/ou com maior qualidade -, sem ter que fazer horas extras para isso", exemplifica.

2. Não investir na carreira

Esqueça a ideia de que as organizações são responsáveis pela gestão da carreira e desenvolvimento profissional de cada funcionário. "Está ultrapassada", sentencia Deise Gomes, consultoria de gestão de pessoas e RH, gerente executiva da unidade de Curitiba da Thomas Case & Associados. Segundo ela, cabe ao profissional assumir a direção da própria carreira, inclusive cuidar de sua competitividade e desenvolvimento profissional.

Veja também

3. Não vender seu peixe

Já ouviu aquela máxima de marketing pessoal do "não basta botar o ovo, tem que cacarejar"? Pois é. Se você faz tudo da melhor maneira possível, mas ninguém fica sabendo disso, jamais será lembrado como deveria. "É claro que gerar bons resultados e ter boas competências técnicas são importantes, mas engana-se o profissional que acredita que não precisa promover seu trabalho. O ideal é ter equilíbrio entre geração de resultados e marketing pessoal", avisa Deise.

4. Esperar que a empresa se adapte ao seu estilo

Parece falha óbvia, mas é muito mais recorrente do que se imagina, de acordo com o administrador Alexsandro Nascimento. "Empresas têm suas culturas e, quanto mais rápido um profissional compreender que é ele quem precisa se adaptar à empresa, e não o contrário, isso aumentará as chances de sucesso dele e, consequentemente, de promoção", garante.

5. Não se comunicar bem

Quem não é visto - ou ouvido - não é lembrado. Ou seja, se você não sabe conversar com seu colega, sua equipe ou sua chefia, de nada adianta dominar qualquer assunto ou ser "o cara" com determinado conhecimento. "O melhor médico não é o que sabe tudo sobre medicina, mas o que se relaciona melhor com seus pacientes. O melhor advogado não é o que conhece tudo sobre leis, mas o que se relaciona melhor com juiz, com júri e os clientes, passando confiança. Têm sucesso as pessoas que sabem se comunicar, que contam histórias e são envolventes", aponta Silvia Patriani, diretora do Grupo Patriani, especialista em gestão de pessoas e construção de carreira,

6. Não se conhecer

Se você não sabe seus pontos fortes, para tirar melhor proveito deles, e seus pontos fracos, para melhorá-los, taí uma boa razão para sua carreira estar emperrada. "Autoconhecimento é a base para o sucesso, tanto na vida pessoal quanto na profissional", salienta a psicóloga Bia Nóbrega, coach, mentora e palestrante.

7. Descumprir o dress code

Se todos os funcionários costumam usar gravata, você descarta o item do vestuário. Se frequenta um ambiente muito formal, decide ir de bermuda e tatuagens à vista em determinado dia de calor. "Cada empresa tem sua cultura e cada cultura, obviamente, tem que ser respeitada", explica Bernt Entschev, headhunter, consultor de carreiras e autor de vários livros sobre gestão de pessoas.

8. Não assumir a culpa

Errou? Admita e assuma a responsabilidade. Jamais transforme a situação em culpa coletiva ou muito menos responsabilize outra pessoa. Também não justifique o erro com desculpas do tipo: falta de tempo, pressão etc. "Pessoa que não é capaz de assumir algo de errado também não assume posições de comando", aponta Bernet Entschev.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Redação
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Folha de S.Paulo
Redação
Redação
Redação
Comportamento
BBC
Redação
BBC
BBC
do UOL
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Folha de S.Paulo
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Redação
Redação
UOL Estilo
do UOL
Comportamento
Redação
BBC
Redação
Topo