Comportamento

Reflexologia sexual: conheça a técnica que propõe a cura através do sexo

Getty Images
Imagem: Getty Images

Helena Bertho

do UOL

21/11/2017 04h00

Você provavelmente já ouviu falar da reflexologia podal, aquela terapia que massageia pontos nos seus pés para tratar outras partes do corpo. O que pouca gente conhece, no entanto, é a versão sexual da terapia. A ideia base é a mesma: explorar pontos dos órgãos genitais que influenciam a saúde de outras partes do corpo.

"O ser humano se fixa só na questão do prazer no sexo, na satisfação do momento. Mas se você tiver uma consciência maior, você pode promover saúde pelo ato sexual", explica a reflexologista sexual Jordana Hummel. Para esta terapia, a energia sexual reflete na saúde do corpo como um todo e cuidar dela é essencial para o bem-estar.

É uma massagem?

Na verdade, não. Jordana explica que durante o atendimento, ela raramente toca o corpo dos pacientes. "Primeiro, eu faço um diagnóstico. Converso com a pessoa, para entender as queixas e analisar o que vai ser necessário, para passar o conhecimento", explica.

Passar o conhecimento quer dizer que a profissional explica para os pacientes como eles mesmos podem fazer os movimentos e exercícios que tocam nos pontos da reflexologia. São exercícios para fortalecer os músculos,  meditação e também estímulos diretos, que podem acontecer através de posições sexuais que tocam áreas específicas da vagina ou do pênis, ou de masturbação que ative as regiões.

Para facilitar, a terapeuta usa objetos que simulem os órgãos sexuais ou ilustrações. Depois da sessão, cada pessoa ou casal vai então colocar em prática os aprendizados.

Veja também

UOL/ Jordana Hummel
Imagem: UOL/ Jordana Hummel
Para quem é indicado?

Qualquer pessoa que esteja interessada em melhorar a saúde e a vida sexual pode fazer. Mas a especialista ressalta que a reflexologia sexual é ótima para mulheres com dificuldade para engravidar, ou que estejam buscando superar traumas sexuais. Já para os homens, disfunção erétil pode ser resolvida também.

Além disso, os principais pontos dos órgãos genitais influenciam os rins, o fígado, coração e pulmões, baço e pâncreas para as mulheres. No caso dos homens, a produção de hormônios, o sistema circulatório e digestivo são os mais influenciados.

O objetivo não é ter prazer, mas pode ajudar

A reflexologia sexual é um tratamento e o objetivo dela não é chegar ao orgasmo. Durante os exercícios e com as posições, o foco deve ser estimular as zonas do corpo para refletir na saúde. No entanto, Jordana diz que ela pode ser uma grande aliada para quem tem dificuldade de sentir prazer.

"Você começa a ter compreensão do seu corpo, trabalhar sua musculatura. Então começa a fazer sexo de forma consciente e isso, inevitavelmente, acaba aumentando o prazer", diz.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
Redação
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Bloomberg
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Agência Estado
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
BBC
do UOL
BBC
Topo