Comportamento

Tatuagem "não ressuscite" deixa médicos em dúvida em Miami

Reprodução/
Homem de 70 anos deu entrada em um hospital de Miami, nos Estados Unidos, insconsciente com uma tatuagem "não ressucite" Imagem: Reprodução/"The New England Journal of Medicine"

Do UOL, em São Paulo

03/12/2017 16h02

Médicos de Miami, nos Estados Unidos, passaram por um conflito ético na última semana. Um homem de 70 anos, diabético e com problemas cardíacos e pulmonares, foi levado insconsciente por socorristas para um hospital da cidade da Flórida com uma tatuagem que dizia "não ressucite". Após avaliação de um conselho de ética, a mensagem registrada na pele foi acatada e ele morreu.

Leia também:

O caso foi publicado no "The New England Journal of Medicine" na última quinta-feira (3) e contou sobre a dúvida da equipe da unidade de terapia intensiva do local. Antes de a decisão ser tomada, o paciente foi tratado com antibióticos, recebeu fluido por via intravenosa e foi mantido respirando.

"Inicialmente decidimos não honrar a tatuagem, invocando o princípio de não escolher um caminho irreversível, a morte, diante de incerteza. Esta decisão nos deixou conflituosos devido ao esforço extraordinário do paciente para tornar conhecida a sua diretiva antecipada de vontade", diz a publicação.

Como ele não apresentou identificação ou quaisquer documentos, o departamento social foi chamado para ajudar a contatar familiares. A fotografia da tatuagem entrou para o registro médico do paciente para documentar o seu desejo.

Em entrevista ao "The Whashington Post" de sexta-feira (1), Gregory Holt, um dos médicos que atendeu o caso, disse que o homem morava em uma casa de repouso, mas foi encontrado embriagado e inconsciente na rua e levado para o hospital.

"Nós tínhamos um homem que não podia falar", disse Holt ao jornal americano. "E eu realmente queria falar com ele para ver se essa tatuagem refletia o seu seu desejo."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

BBC
do UOL
BBC
AFP
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
ANSA
BBC
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Pelado na ioga
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo