Comportamento

7 hábitos para incorporar à rotina e julgar menos as pessoas

Getty Images
Que tal encarar o cotidiano com mais leveza? Imagem: Getty Images

Claudia Dias

Colaboração com o UOL

04/01/2018 04h00

Julgar não traz nada de positivo, a não ser magoar outra pessoa e instigar opiniões cada vez mais danosas. Que tal mudar esse comportamento e adotar uma postura diferente?

Veja também

Claro que, às vezes, o julgamento está tão arraigado dentro da gente que parece difícil se livrar dele. Mas com um pouco de treino, persistência e algumas atitudes, você consegue mudar seus hábitos e viver de maneira mais leve. Experimente!

Coloque-se no lugar do outro

Antes de disparar um julgamento, imagine-se sendo a pessoa e reflita como se sentiria se ouvisse as suas considerações. A empatia ainda é a melhor maneira de evitar o disparo de críticas negativas.

Treine palavras positivas

Algumas sentenças têm o poder de detonar qualquer pessoa, mas você pode explorar o inverso delas. Cultive o hábito de falar palavras positivas. Reestruture as frases, use termos motivacionais e adote um diálogo otimista. No começo pode não ser fácil se habituar a isso mas, aos poucos, a prática vai fazer que cada vez menos você dispare opiniões nocivas.

Seja curioso

Exercício simples: em vez de julgar, tenha curiosidade em saber por que o outro agiu dessa ou daquela maneira. Buscar explicações para algo que é fora do padrão para você é bem mais saudável do que simplesmente comentar negativamente o que não está no seu radar ou não faz parte dos seus interesses.

Olhe pra você

Quando voltamos nossos olhos mais para nós, conseguimos focar a atenção para nossa própria vida e nas nossas escolhas. Mais que isso, aprendemos que só podemos mudar uma pessoa no mundo: nós mesmos. A partir daí, sobra menos tempo para julgar os outros.

Respeite as escolhas

Jamais esqueça de que toda pessoa é responsável por seus próprios caminhos — e que certo e errado é diferente a partir da perspectiva de cada um. Nunca é demais reforçar que as escolhas que outro faz cabem apenas a ele. E você não tem nada com isso.

Analise se não é reflexo

Segundo a psicologia, o que julgamos nos outros pode ser uma projeção de nossos próprios desafios e dificuldades. Um comportamento que nos irrita quando visto em alguém, por exemplo, pode ser reflexo de algo que temos dentro de nós, mas não percebemos.

Releve mais

Uma postura menos julgadora e mais compassiva torna as pessoas mais leves e tranquilas. Ou seja, quem sai ganhando é você mesmo. Releve, foque em suas prioridades e pare de se preocupar com a vida dos outros.

Fontes: Lizandra Arita, psicóloga; Luciane Cadan, life coach; Roberto Debski, médico, psicólogo, coach e trainer em PNL.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
BBC
Redação
Redação
EFE
BBC
EFE
Blog Alto Astral
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
BBC
BBC
Blog do Fred Mattos
Blog Alto Astral
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Blog Alto Astral
Redação
Redação
Redação
Da Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
BBC
BBC
do UOL
Redação
Redação
Redação
BBC
Topo