Comportamento

Como parar de se preocupar com o que os outros pensam sobre você

Getty Images
Não se preocupe com as fofocas no ambiente de trabalho Imagem: Getty Images

Claudia Dias

Colaboração para o UOL

16/01/2018 04h00

Se tem algo que não leva a lugar nenhum é ficar se preocupando com o que os outros pensam sobre você. Sofre com essa situação e não sabe como se livrar dela? Listamos algumas táticas que podem ser adotadas para parar de se importar:

Enumere valores e interesses

Quando temos consciência do que tem importância para nós, conseguimos avaliar se estamos agindo de acordo com nossos valores e preferências ou se estamos cedendo só para agradar às outras pessoas. Como a gente nunca vai satisfazer a todos, a única preocupação que faz sentido é ser coerente com suas próprias crenças e seus interesses. Se não sabe quais são eles, faça um exercício e crie uma lista do considera importante.

Veja também

Compare-se menos

Em tempos de redes sociais que só mostram o lado bom da vida (e que a gente tende a acreditar que a realidade "feliz" dos outros é real), é preciso lembrar a todo instante que existe ali um filtro do que é exibido. Não acredite em tudo o que vê, nem pense que você conhece bem alguém porque o segue no Facebook e Instagram.

Anote metas e conquistas

Aproveite o início do ano, analise os objetivos que traçou para 2017 e compare com o que conseguiu cumprir. Valorize cada uma das conquistas, por menor ou simples que tenham sido. Depois, planeje o que pretende realizar daqui para frente. É bem importante que sejam sempre metas possíveis e alcançáveis -- para não causar aquela eterna frustração.

Saiba que ataque pode ser defesa

Pessoas tendem a gostar e a aceitar aquilo que é conhecido delas, atacando ou se defendendo do que não é igual ou conhecido. E mais: nem sempre, elas são honestas ou têm bom coração. Como não conseguem lidar com suas questões internas, frustrações e recalques, preferem pensar e falar mal ou até mesmo prejudicar os outros como uma busca para se sentirem um pouco melhor. Ou seja, o problema é com elas.

Use a imaginação de forma positiva

Reprograme seu cérebro, já que os pensamentos que temos podem dizer muito sobre nosso estado emocional. Cultive considerações positivas e foque no que eleva seu estado de espírito. Agindo assim, vai conseguir aumentar a confiança em você mesmo.

Exercite a autoconfiança

Confiar no seu taco, aliás, é a melhor tática de ignorar o que os outros pensam ou deixam de pensar. Entenda que as pessoas veem e analisam os outros da forma que querem e dentro do que lhes convêm. Adote esse pensamento quase como um mantra, que deve ser repetido todos os dias. 

Receba melhor os feedbacks

Tente olhar positivamente para o que ouve a seu respeito. Pode ser que as críticas tenham fundamento e lhe ajudem a se desenvolver como pessoa. Mas avalie de forma mais profissional, em três etapas. Responda: 1) essa pessoa é relevante para mim?; 2) ela me conhece ou a minha área ou tem autoridade no assunto?; 3) o comentário foi feito para contribuir com o meu crescimento? Se alguma das respostas for negativa, provavelmente não é uma opinião que você precise considerar.

Economize energia e tempo

Toda vez que você consome seu tempo valorizando, analisando e discutindo sobre o que aquela pessoa comentou a seu respeito, está desperdiçando seus momentos e abrindo mão de uma energia preciosa que poderia estar sendo usada em algum benefício pessoal. Quer motivo melhor para deixar os julgamentos dos outros de lado?

 

Fontes: Cristiane Ribas, consultora estratégica de RH - De Bernt; Joana Cardoso, psicóloga do Sala de Ideias; Marilene Kehdi, psicóloga e escritora; Miriam Izabel De Souza, psicóloga especializada em bioenergética; Nathana Lacerda, especialista em construção de autoridade da Sigma Six Comunicação; William Ferraz, master trainer e diretor do Instituto do IDEAH

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Redação
Redação
Blog Em Desconstrução
Redação
ANSA
Blog Alto Astral
Blog Extraordinárias
Blog da Morango
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Blog Alto Astral
Redação
Redação
Blog Alto Astral
Blog Deu Match
Redação
do UOL
Redação
EFE
Blog Extraordinárias
Blog Alto Astral
Blog da Morango
Redação
AFP
Redação
EFE
BBC
Blog Alto Astral
Blog Deu Match
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog Alto Astral
do UOL
Redação
Redação
do UOL
AFP
Redação
Redação
Blog Deu Match
Redação
Blog Extraordinárias
Topo