Comportamento

Grammy 2018: Os momentos e discursos mais empoderados da premiação

Getty Images
Kesha se apresenta rodeada por diversas cantoras (Bebe Rexha, Cyndi Lauper, Camila Cabello, Andra Day) no palco do Grammy 2018 Imagem: Getty Images

do UOL, em São paulo

29/01/2018 09h42

Assim como o Globo de Ouro, o Grammy seguiu o tom do momento de mudanças e empoderamento da mulher

Diversas estrelas que passaram pelo tapete vermelho ou pelo palco da premiação neste domingo, 28, usaram seu espaço para se manifestar contra os assédios e abusos sexuais cometidos por figuras de poder do meio — e foram denunciados em 2017.

Veja também

Confira os principais destaques da noite:

Lady Gaga, Pink, Anna Kendrick...

Getty Images
Imagem: Getty Images

Famosos cruzaram o tapete vermelho com uma rosa branca em apoio às estrelas do "Time's Up", organização de Hollywood fundada por mulheres como Reese Witherspoon e Shonda Rhimes e que promove não só o apoio às sobreviventes de violência sexual no cinema e na tevê, como também a educação de mulheres a respeito de seus direitos diante de desigualdades de gênero.

Kesha

Getty Images
Imagem: Getty Images

A cantora começou sua performance de "Praying", canção dirigida ao seu abusador - o produtor Dr. Luke -, e logo ganhou a companhia de outras estrelas femininas da música, todas vestidas de branco. Entre elas Camila Cabello, Cyndi Lauper, Julia  Michaels, Bebe Rehxa e Andra Day.

Janelle Monaé

Getty Images
Imagem: Getty Images

Antes da bombástica performance da colega Kesha, a cantora fez um discurso emocionante em apoio ao movimento "Time's Up".

"Artistas, compositoras, assistentes, CEOs, produtoras, engenheiras e mulheres de todos os setores, também somos filhas, esposas, mães, irmãs e seres humanos. Viemos em paz. E para aqueles que ousam tentar nos silenciar, oferecemos duas palavras: Time's up. é hora de acabar com pagamentos desiguais, com descriminação, com assédios de todos os tipos, com o abuso de poder. Não está acontecendo só em Hollywood, nem só em Washington, está em nossa indústria também. Vamos trabalhar juntas, mulheres e homens, como uma indústria musical unida, comprometida com a criação de ambientes de trabalho mais seguros, pagamentos iguais e acesso para todas as mulheres".

Alessia Cara

Getty Images
Imagem: Getty Images

A jovem, que começou fazendo no seu quarto vídeos que se tonaram virais no YouTube, se transformou em uma cantora pop com consciência social, ganhou neste domingo o Grammy de artista revelação. A canadense de 21 anos, que cresceu em um subúrbio de Toronto, ganhou na categoria que incluía o jovem cantor Khalid, com quem colaborou na música sobre uma linha telefônica de prevenção do suicídio "1-800-273-8255".

Ao lado de Shakira, que ganhou como melhor álbum latido de pop, a artista foi uma das poucas vencedoras do sexo feminino na premiação.

Lorde

Depois de se negar a se apresentar na premiação por não ter direito a uma performance solo, como muitos homens, a cantora neozelandesa fez um protesto diferente. Em seu Instagram ela revelou sua "versão para a rosa branca".

Poucos perceberam, mas ela escondia em seu vestido vermelho uma mensagem de empoderamento da artista Jenny  Holzer, "Inflammatory  Essay", que diz: "Animem-se. Nossos tempos são intoleráveis. Tenham coragem, pelo menos o pior é o prenúncio do melhor. Só circunstâncias terríveis podem precipitar a queda dos opressores. O antigo e corrupto deve morrer para que o justo possa triunfar. A contradição será elevada. O apocalipse vai florescer" 

Pink

Getty Images
Imagem: Getty Images

Vestida com uma calça jeans, camiseta e descalça, a cantora interpretou "Wild Hearts Can't Be Broken" em homenagem ao movimento Time's Up.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

AFP
Redação
Redação
Blog Deu Match
Redação
Blog Extraordinárias
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
ANSA
Blog Alto Astral
Redação
Redação
Redação
Redação
AFP
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
Blog Alto Astral
ANSA
Blog Deu Match
Blog Extraordinárias
BBC
Redação
Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
Redação
AFP
Redação
Topo