Comportamento

Você herdou as manias dos seus pais?

Thinkstock
Imagem: Thinkstock

Descubra a resposta ao fazer o teste elaborado com a consultoria do psicólogo Marcelo Quirino, especialista pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

  • Thinkstock

    Sim, por admiração

    Você age de maneira muito parecida com os seus pais e até herdou as manias deles, as boas e as ruins. Pode ser que faça isso porque têm na sua família os seus melhores exemplos, mas também porque deseja, acima de tudo, ser admirado por ela. E não há nada de ruim nisso, desde que as manias aprendidas e reproduzidas não prejudiquem a sua convivência com as outras pessoas. Na dúvida, reflita um pouco mais sobre o assunto.

  • Thinkstock

    Sim, mesmo sem perceber

    Você não nota, mas a verdade é que se tornou uma pessoa muito parecida com os seus pais e herdou deles muitas manias, inclusive aquelas de que não gosta muito. Porém, a partir do momento em que tomar consciência dessa realidade, poderá pensar sobre os hábitos que reproduz quase inconscientemente e que lhe causam incômodo. Será que não está na hora de mudar esses comportamentos?

  • Thinkstock

    Em parte

    Você aprendeu muito com os seus pais, mas, com o tempo, separou as influências benéficas das que não estavam de acordo com o que você queria para a sua vida. E isso inclui as manias. Você ficou apenas com aquelas que, a seu ver, não prejudicam a convivência. Não é que tenha conseguido se livrar completamente das más tendências, mas já foi capaz de identificá-las, o que é meio caminho andado para mudar. Continue assim e seguirá evoluindo.

  • Thinkstock

    Não mesmo

    Suas respostas indicam uma relação turbulenta com os pais, o que faz com que, ainda hoje, você rejeite qualquer influência vinda deles. E isso inclui os hábitos e as manias. É preciso apenas avaliar se o seu radicalismo não está te impedindo de evoluir. Afinal, algumas referências que vêm dos seus pais podem ser aproveitadas, basta que você dê um novo peso a elas. Assim, pais organizados podem fornecer um modelo interessante de conduta, desde que você evite os excessos relacionados a esse comportamento, muitas vezes percebidos na convivência com a família. Já parou para pensar sob essa perspectiva?

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
do UOL
Redação
Redação
BBC
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog da Ísis
Redação
Blog da Morango
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
ANSA
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo