Relacionamento

Você tem o "dedo podre" para escolher parceiros?

Thinkstock
Imagem: Thinkstock

Você é daquelas pessoas que escolhe sempre o par errado? Faça teste realizado com a consultoria da psicóloga Natércia Tiba, da Associação Brasileira de Terapia Familiar.

  1. 810

    Você está envolvido em um relacionamento e recebe a notícia de que o par tem outra pessoa. O que pensa?

    Thinkstock
  • Thinkstock

    Movido pela paixão

    Sim, você tende a escolher a dedo as pessoas que só fazem você sofrer. Na busca pelo grande amor da sua vida, se encanta facilmente por pessoas sedutoras que, muitas vezes, são também egocêntricas, narcisistas e totalmente desprovidas de empatia. Acima de tudo, você é uma pessoa romântica, que gosta de se apaixonar. Porém, não baseie suas escolhas apenas em sentimentos. Procure ativar o seu lado racional, buscando pessoas que contribuam para o seu bem-estar.

  • Thinkstock

    Baixa autoestima

    Você não tem muita iniciativa para escolher, mas geralmente se deixa envolver pela pessoa errada. Como não está satisfeito consigo mesmo, acaba escolhendo pares que são o oposto de você. No entanto, levar muito a sério o velho ditado de que os opostos se atraem pode ser uma armadilha. Para um relacionamento sadio, é preciso que também haja afinidades e, sobretudo, respeito pelo outro. Comece reconhecendo e respeitando o seu próprio valor. É provável que, se você conseguir se sentir merecedor de afeto, aprenda a fazer escolhas melhores.

  • Thinkstock

    Escolha consciente

    Você busca encontrar uma pessoa com a qual possa ter um relacionamento maduro e feliz. Exige respeito e não deixa que o namoro sufoque sua individualidade; mas sabe ser flexível e entender o ponto de vista do outro. Agindo assim, dificilmente você se sentirá traído ou manipulado. Se ainda não encontrou uma pessoa bacana, provavelmente é só uma questão de tempo até chegar lá.

  • Thinkstock

    Medo do amor

    Você não escolhe pessoas erradas, apenas é exigente demais! Inflexível em suas posições, tem dificuldades em lidar com as diferenças e busca a segurança de pessoas que são mais parecidas com você. Contudo, com medo de se entregar ao sentimento e sofrer depois, inconscientemente você sabota a própria relação, exigindo uma perfeição que não existe. É possível que, ao perder o medo de se envolver com o outro, você tenha mais condições de avaliar as diferenças com tolerância e flexibilidade.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Comportamento
Redação
do UOL
Da Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
BBC
Redação
UOL Estilo
Comportamento
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo