Sexo

Você é careta na cama?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Descubra se você consegue se soltar ou se a insegurança e o preconceito atrapalham sua vida sexual com o teste elaborado com a consultoria da psicóloga Arlete Gavranic, coordenadora da pós-graduação em terapia sexual do Isexp (Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática).

  1. 810

    Você já fez sexo com mais de uma pessoa na mesma semana?

    Getty Images
  2. 1010

    Qual dessas frases você usaria para deixar claro que está a fim de transar?

    Getty Images
  • Getty Images

    É careta por insegurança

    Você parece ser inseguro demais, por isso, não consegue inovar no sexo. Está sempre preocupado com o que o outro vai pensar do seu corpo e do seu desempenho e acaba não conseguindo se soltar e curtir o momento. Algo que pode ajudar é ter em mente que, se o par escolheu estar com você, é porque sente atração física e porque rolou uma química inicial. Além disso, tente trabalhar a sua sensualidade no dia a dia, olhando-se no espelho e buscando valorizar os pontos de que mais gosta. É essencial que você se sinta sexy, com ou sem roupa.

  • Getty Images

    Não há nada de careta em você

    Muito pelo contrário, você gosta de inovar no sexo: de investir em novas posições sexuais, em acessórios eróticos, em fantasias, tudo para surpreender o par. O que é ótimo, desde que você não concentre toda a sua energia em impressionar o outro, o que poderia indicar insegurança da sua parte e até necessidade de aprovação. Para variar um pouco, também vale a pena consultar o par e ouvir os desejos dele. Às vezes, uma posição sexual tradicional pode ser tão prazerosa quanto uma acrobacia do Kama Sutra. Tudo depende da química do casal e do momento.

  • Getty Images

    Depende do parceiro

    Você não tem problema em se soltar na cama e dizer o que gosta, desde que se sinta à vontade com o par. Por isso, nos primeiros encontros, você pode ficar um pouco travado, o que é absolutamente natural. É nessa fase que os casais geralmente descobrem preferências e limites. Mas, a partir do momento em que se sente à vontade, você passa a se expor mais sexualmente e a dizer o que lhe dá prazer, além de ouvir bastante o parceiro. E manter esse diálogo franco entre vocês só vai ajudar.

  • Getty Images

    É careta por preconceito

    Você tem desejos inusitados de vez em quando e se sente excitado ao ver cenas picantes de sexo. O problema é que tem medo do que os outros vão pensar se você fizer o mesmo. É como se tivesse criado um padrão sexual a ser seguido para provar que merece respeito. Talvez isso seja um resquício da sua educação sexual conservadora, mas quanto mais julgamentos você fizer, menos conseguirá viver as experiências sexuais plenamente, o que poderá causar frustração. Vale a pena pensar mais a respeito do assunto e conversar com o par, para que possam evoluir juntos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mayumi Sato
Redação
Redação
Da Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Mayumi Sato
Mayumi Sato
Redação
Redação
do UOL
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Mayumi Sato
Mayumi Sato
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Topo