Comportamento

Você sabe ser grato?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Descubra fazendo o teste elaborado com a consultoria de Priscila Gasparini, psicóloga do Hospital Beneficência Portuguesa, de São Paulo

  1. 210

    Você conquista o segundo lugar em uma competição e é chamado ao pódio. Como se sente?

    Getty Images
  • Getty Images

    Gratidão explícita

    Suas respostas indicam que você é grato pela vida, procura ver o lado bom de todas as coisas e ainda adora compartilhar sua alegria. "Pessoas gratas enfrentam os problemas com mais garra e são companhias muito agradáveis. A gratidão leva as pessoas a agirem de forma virtuosa e mais altruísta", diz a psicóloga Priscila Gasparini

  • Getty Images

    Ingratidão crônica

    Que mau humor, não? Suas respostas indicam uma ingratidão constante, que só deixa a sua vida mais amarga. O risco é acabar se isolando das pessoas, pois ninguém gosta de ficar ao lado de alguém que reclama de tudo. A boa notícia é que ingratidão tem cura. "Tente praticar e veja a diferença de energia que gera esse comportamento", diz a psicóloga Priscila Gasparini. Assim como a gentileza, gratidão gera gratidão e deixa a vida mais feliz

  • Getty Images

    Gratidão tímida

    Suas respostas sugerem que você é grato pelas boas coisas que recebe da vida, mas nem sempre expressa esse sentimento, talvez por timidez ou excesso de discrição. Expressar gratidão é importante para a criação de vínculos afetivos e um ambiente mais humano. "Dar um bom dia ao vizinho ou agradecer ao porteiro são pequenas atitudes que geram energia positiva entre as pessoas", diz a psicóloga Priscila Gasparini

  • Getty Images

    Gratidão por interesse

    Suas respostas indicam que você só sente e expressa verdadeira gratidão quando a vida lhe presenteia com algo que considera valioso. Rever sua postura pode lhe trazer mais alegria, segundo a psicóloga Priscila Gasparini. Exercite a gratidão pelas pequenas coisas também. "Sendo gratos pelas coisas mais simples, como o trabalho e os amigos, e até pelos insucessos, aprendemos a melhorar como seres humanos", diz a especialista

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

BBC
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
BBC
BBC
do UOL
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
ANSA
Sem Filtro
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
ANSA
Blog Alto Astral
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
Redação
Reuters
AFP
BBC
Redação
Topo