Comportamento

Você tem atitudes racistas e não percebe?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Reproduzir voluntária ou involuntariamente o preconceito é mais fácil do que parece. Descubra se você também cai nessa armadilha, e com que frequência, a partir do teste elaborado com a colaboração de José Vicente, reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, em São Paulo

  • Getty Images

    Tem e sabe

    Suas respostas indicam que você não apenas toma atitudes racistas como ainda manifesta esse comportamento discriminatório de forma deliberada, sem o menor pudor. Por isso mesmo, pode ser punido severamente pela lei. "O racismo limita, distingue, isola e divide as pessoas entre superiores e inferiores, ainda que seja velado. Porém, aqueles que praticam o racismo de forma ostensiva podem ser punidos pela lei com a reclusão. Em algumas situações, podem ser obrigados a ressarcir a vítima por danos morais", diz José Vicente, reitor da Universidade Zumbi dos Palmares

  • Getty Images

    Tem, mas não se dá conta

    Segundo José Vicente, reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, em São Paulo, a nossa sociedade está contaminada por um pensamento calcado em juízos de valores, que podem ser reproduzidos de maneira involuntária e passiva. E esse parece ser o seu caso. Para ter uma visão mais humana e menos preconceituosa, o primeiro passo é se questionar em relação à diversidade, analisando, com cuidado, os estereótipos que ainda mantém. "Vivenciar e integrar a diferença na sua vida, em todas as nuances possíveis, é conhecer, de forma profunda, qualificada e enriquecedora a si mesmo, ao outro e a humanidade", afirma

  • Getty Images

    Não tem

    Aparentemente, você não toma atitudes racistas e convive bem com a diversidade. Mas, se quiser ajudar a acabar com o preconceito, algo que o pensamento universal ético combate rigorosamente, pode se posicionar de maneira ainda mais aberta e clara contra a discriminação. "Procure valorizar e defender a diversidade racial no seu ambiente social, corporativo, político e cultural. Além disso, vale conhecer e interagir com os indivíduos e ambientes em que esses valores sejam praticados", diz José Vicente, reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, em São Paulo

  • Getty Images

    Não tem e não aceita que outros tenham

    Você não é racista e busca posicionar-se, sempre que possível, contra esse tipo de discriminação. Sabe que há um longo processo de desconstrução no caminho inverso às plataformas que justificam e dão sustentação ao preconceito racial e quer fazer parte dessa mudança. "É necessário criar uma nova mentalidade social, livre do pensamento e do sentimento de que há seres inferiores e superiores. Ela deve valorizar e defender a diversidade, a igualdade e a dignidade da pessoa humana, acima de qualquer coisa", afirma José Vicente, reitor da Universidade Zumbi dos Palmares

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo