Comportamento

Como você reage ao levar um fora?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Ser rejeitado não é fácil para ninguém, mas as reações são muito pessoais. Descubra a sua com o teste elaborado com a colaboração da psicóloga Layza Gentil, formada pela PUC (Pontifícia Universidade Católica) do Rio de Janeiro

  • Getty Images

    Indiferente

    Suas respostas indicam que você age como se não estivesse abalado com o fora, mesmo tendo sido pego de surpresa com a notícia. "Isso pode indicar dificuldade de aceitar o 'não'", afirma a psicóloga Layza Gentil. Às vezes, por se recusar a sentir a dor, você não a elabora corretamente. E isso pode causar traumas que terão de ser resolvidos no futuro e que podem atrapalhar os seus relacionamentos posteriores

  • Getty Images

    Insistente

    Ao que parece, você tem dificuldade de aceitar que a outra pessoa não quer mais estar com você, o que indica um problema de autoestima. "Quem tem sentimentos de inferioridade tende a persistir em algo que visivelmente não tem chance de dar certo", diz a psicóloga Layza Gentil. Esse comportamento passa a ser preocupante quando você paralisa a vida por conta do término da relação

  • Getty Images

    Agressivo

    Pelas suas respostas, é possível perceber que você reage com agressividade às críticas que recebe: é capaz de xingar, ofender e até tomar alguma atitude drástica para se vingar ou chocar o "ex". "Levar um fora é receber uma resposta negativa. E muitas pessoas têm extrema dificuldade de lidar com isso", afirma a psicóloga Layza Gentil. Vale refletir: o comportamento pode demonstrar imaturidade e até magoar quem foi importante para você

  • Getty Images

    Equilibrado

    Suas respostas indicam que você lida de maneira madura com a rejeição, o que não quer dizer que não sofra. Ao que parece, você respeita a dor que sente e aproveita o fora para refletir sobre seu comportamento e a forma de se relacionar com o outro. "O mais importante é saber que levar um fora é algo normal. E, por mais que doa no momento, a vida não deve parar por conta disso", diz a psicóloga Layza Gentil

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Da Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
UOL Estilo
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Redação
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Topo