Comportamento

Que tipo de relação você tem com a sua sogra?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Como qualquer outro relacionamento, esse também depende do investimento das duas pessoas envolvidas. Descubra se está fazendo a sua parte, a partir do teste elaborado com a colaboração do psicólogo Yuri Busin, mestre e doutorando em psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

  • Getty Images

    De mãe e filho

    Aparentemente, você tem uma relação próxima com a sua sogra e que não está isenta de problemas. Porém, tal qual acontece no relacionamento com os pais, é o afeto que prevalece. Esse investimento na manutenção de uma relação próxima e permeada por boas doses de atenção e carinho acaba beneficiando não só vocês, mas também os outros parentes próximos. "A qualidade dessa relação, seja ela boa ou ruim, acaba interferindo em toda a dinâmica familiar", afirma o psicólogo Yuri Busin

  • Getty Images

    Difícil, mas pode melhorar

    Suas respostas indicam que você não tem se esforçado para construir uma relação cordial com a sua sogra, baseada na gentileza. Ao que parece, ela exige mais atenção do que você pode dar e isso o irrita. Mas pare para pensar: talvez um pequeno investimento valha a pena. "Tente ver a sua sogra com respeito e carinho, pois foi ela que criou a pessoa que você tanto ama. Se tiverem uma relação mais saudável entre vocês, o relacionamento com o par também será beneficiado", diz o psicólogo Yuri Busin

  • Getty Images

    Péssima, ninguém quer ceder

    É muito comum que exista um sentimento de competição entre nora e sogra. Mas isso não quer dizer que genro e sogra também não possam se comportar como adversários. E, no seu caso, essa parece ser a tônica da relação. "A questão é que esse enfrentamento não leva a nada, apenas causa mais atritos. Pressionar o par para que tome uma posição, a favor de um lado ou de outro, é ainda pior. O casal pode sair seriamente prejudicado", diz o psicólogo Yuri Busin

  • Getty Images

    Distante e fria

    As alternativas que escolheu indicam que não ainda não estabeleceu um vínculo de afeto com a sua sogra, até porque não surgiu oportunidade para isso. Mas vale refletir, pois talvez esteja perdendo a oportunidade de colher referências importantes, principalmente no que diz respeito ao par. "É preciso deixar claro que, quando cultivamos os laços de família, agregamos novas pessoas ao nosso círculo íntimo. E essa convivência pode ser extremamente benéfica", diz o psicólogo Yuri Busin

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
BBC
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
do UOL
Opiniões Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Blog da Morango
do UOL
Redação
Redação
Topo