Comportamento

Qual é a sua relação com a pornografia?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Ela pode ser saudável, um artifício para apimentar a relação, mas também pode acabar atrapalhando o relacionamento. Descubra de que perfil você se aproxima a partir do teste elaborado com a consultoria do psicólogo Diego Henrique Viviani, pesquisador e professor do curso básico de terapia cognitiva comportamental com casais do Instituto Paulista de Sexualidade

  • Getty Images

    Repudia a pornografia e quem gosta dela

    Aparentemente, você tem verdadeira aversão a todo tipo de conteúdo pornográfico. "Conceitos moralistas e religiosos, mitos e crenças relacionados ao prejuízo desse comportamento sexual, educação repressora, entre vários outros motivos, podem explicar essa postura", diz o psicólogo Diego Henrique Viviani. Mais do que se recusar a consumir, você não tolera quem consome e até se sente ofendido ao se deparar com a pornografia no cotidiano. "Esse tipo de pessoa pode se sentir traída ao descobrir que o par assiste ou já assistiu a um filme pornográfico, por exemplo", afirma o especialista

  • Getty Images

    Não gosta, mas acha normal quem curte

    Suas respostas indicam que você não consome conteúdo pornográfico, porque não tem a menor vontade ou, talvez, porque o material com que teve contato não condiz com o seu perfil. Porém, vale conhecer mais a fundo esse universo, se tiver interesse em ampliar seu repertório. "Existem diversos tipos de pornografia e gostar desse conteúdo pode ser saudável. Somos a única espécie capaz de imaginar e projetar. Com essas capacidades, podemos criar fantasias para serem vividas na imaginação ou concretamente", diz o psicólogo Diego Henrique Viviani

  • Getty Images

    Curte, para esquentar a relação

    Para você, a pornografia está relacionada com a capacidade de fantasiar e é muito útil para as experiências sexuais. "Ela pode ajudar na manutenção do desejo, em qualquer idade ou circunstâncias, pode trazer ideias aplicáveis à vida real ou ser uma forma de conseguir satisfação imediata, acompanhada da masturbação", diz o psicólogo Diego Henrique Viviani. O importante é que essa seja apenas mais uma possibilidade de obter e maximizar o prazer, sem ser a única

  • Getty Images

    Depende da pornografia para ter prazer

    Suas respostas sugerem que o seu contato com o material pornográfico é muito frequente e intenso, podendo até prejudicar sua rotina. "A pornografia pode ser prejudicial quando substitui o contato sexual ou quando só se consegue estimulação sexual por meio dela", diz o psicólogo Diego Henrique Viviani. Ao perceber dificuldade de se concentrar em atividades do dia a dia, a necessidade exacerbada de consumir pornografia ou o sentimento de culpa e sofrimento após o contato com esse tipo de conteúdo, o ideal é procurar ajuda especializada

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Comportamento
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo