Comportamento

Que tipo de Papai Noel é você?

Getty Images
Imagem: Getty Images

No imaginário popular, ele é uma figura doce e extremamente generosa. Mas será que você também tem essas características? Descubra, a partir do teste elaborado em colaboração com Yuri Busin, mestre e doutorando em psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

  • Getty Images

    Bem-intencionado

    Pelas suas respostas, você é o tipo de pessoa que gosta da oportunidade de confraternizar e procura caprichar na escolha do presente. Porém, nem sempre acerta. Talvez porque pense em itens que gostaria de ganhar, sem observar com cuidado o estilo do outro. "O ideal é perceber o que o presenteado gosta. Se decidiu comprar uma roupa, por exemplo, veja o modelo, a marca e a cor que a pessoa está acostumada a vestir", diz o psicólogo.

  • Getty Images

    Muquirana

    Há muito tempo você não vê a menor graça em comemorações como o Natal - ao menos é o que as suas respostas sugerem. A ideia de comprometer a sua renda com presentes, para cumprir uma convenção social, é uma das que mais te incomoda. Porém, se quiser continuar sendo convidado para celebrar a data na companhia de outras pessoas, é melhor aprender a lidar com isso. "Você poderá ser julgado como uma pessoa egoísta e que não sabe compartilhar", afirma o psicólogo.

  • Getty Images

    Dos sonhos

    O resultado do teste demonstra que você une a boa vontade a uma dose de empatia bem acima da média. E quase sempre acerta nos presentes. Tudo isso porque, em vez de comprar o que gostaria de ganhar, realmente dedica um tempo a conhecer e pesquisar o outro. "Antes de comprar um presente, você procura se aproximar mais do outro, presta atenção nele. Além disso, tem um desejo muito sincero de agradar", diz o psicólogo.

  • Getty Images

    Exagerado

    Você é um tipo raro de Papai Noel: aquele que não foi afetado pela crise econômica. Pelo menos é o que as suas respostas indicam. Você quer comprar o melhor, o mais sofisticado, sem se preocupar com o preço. Se por trás desse comportamento não houver uma enorme insegurança, ou a necessidade de ser aceito, não há problema em agir assim. Também é importante que o seu orçamento não se ressinta. "Comportamentos compulsivos podem levar ao endividamento", afirma o psicólogo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
"Fui marmita de traficante"
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Astrologia S/A
do UOL
Redação
Redação
Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Topo