Comportamento

Suas resoluções de Ano-Novo são possíveis?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Estabelecer metas para um novo ciclo é saudável e pode dar mais sentido à vida. Avalie se você sabe fazer isso, de forma a atingir os resultados esperados. O teste foi elaborado com a colaboração de Rangel Lima, pós-graduado em Psicoterapia Cognitiva Comportamental pela PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) e de Nicodemos Borges, Especialista em Terapia Comportamental e Cognitiva pela USP (Universidade de São Paulo)

  • Getty Images

    Possíveis e objetivas

    De acordo com as alternativas que você assinalou no teste, suas chances de alcançar as metas estabelecidas para o ano que vem são grandes. Você sabe que só é possível atingir objetivos que dependam da sua iniciativa e, por isso mesmo, cria um plano de ação aliado às suas resoluções de início de ano. "Pessoas com essa postura têm foco, realizam planejamento, demonstram disciplina para colocar seus planos em ação e investem em melhorias contínuas", diz o psicólogo Rangel Lima.

  • Getty Images

    Possíveis, porém, subjetivas

    Suas respostas indicam que você traça metas de relevância social, pensando não apenas em si mesmo, mas no bem comum. No entanto, o que pode ser fonte de alegria, pode ser também motivo de insatisfação. Afinal, não é viável responsabilizar-se pela ação dos outros e nem pelo resultado que suas iniciativas surtirão na vida deles. "Resoluções devem ser atingíveis e planejadas passo a passo, de forma objetiva. Se dependerem de outras pessoas, há mais chances de gerarem frustrações", afirma o psicólogo Nicodemos Borges.

  • Getty Images

    Impossíveis

    O resultado do teste indica que você até sabe o que quer alcançar no ano que vem. No entanto, deve se fazer mais algumas perguntas, antes de estabelecer um plano de ação. Como vou conseguir o que desejo? Quando eu vou conseguir? Qual é o preço dessa conquista? São apenas alguns exemplos. "Uma meta só se tornará possível se você conseguir ver os passos que precisará dar para atingi-la e como esses passos serão distribuídos no tempo disponível", explica o psicólogo Rangel Lima.

  • Getty Images

    Você não gosta de fazer resoluções

    "Algumas pessoas preferem não estabelecer metas por conta de sua visão de mundo, acreditando, por exemplo, que é preciso viver um dia de cada vez. Mas há também as que não fazem planos simplesmente porque não atingiram os resultados desejados no passado", explica o psicólogo Nicodemos Borges. E você parece fazer parte desse grupo. Se a postura for fruto de uma frustração, vale a pena rever. Ao investir em um plano de ação e ao engajar-se, de fato, nas resoluções feitas, as chances de sucesso são grandes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Astrologia S/A
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
BBC
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
Opiniões Estilo
do UOL
Redação
Redação
Redação
Topo