Comportamento

Você é liberal ou controlador com seu filho? Repare como age nessas situações

Getty Images
Imagem: Getty Images

Atitudes do dia a dia demonstram se você está próximo de um dos extremos - e se precisa ficar atento à postura dentro de casa. O teste foi elaborado com a colaboração da psicóloga Daniela Malagodi, especializada em psicoterapia voltada à infância e adolescência pelo Instituto de Psicologia e Controle do Stress Marilda Lipp, e da neuropsicóloga Debora Moss, especialista em desenvolvimento infantil pela Universidade de São Paulo.

  • Getty Images

    Liberal por convicção

    Suas respostas apontam para um perfil liberal: você acredita que é imprescindível estar próximo de seu filho e dar a ele a autonomia necessária para curtir a vida. "Talvez você faça isso porque entende a cabeça do seu filho e se coloca no lugar dele. Outra possibilidade é que tenha recebido uma criação liberal - ou sonhado com isso quando era mais jovem", explica a psicóloga. No entanto, conforme alertam as especialistas, é preciso cobrar responsabilidade do jovem e colocar alguns limites. "Caso contrário, poderá criar um adulto inseguro, com baixa tolerância à frustração", diz Daniela.

  • Getty Images

    Liberal para evitar conflitos

    Você tem uma relação distante com seu filho e, por isso mesmo, evita os enfrentamentos e os conflitos quando estão juntos. É o que indicam as suas respostas ao teste. Sua postura também pode estar relacionada a um profundo sentimento de culpa. "O ideal é dar liberdade, mas estabelecer limites, propor algumas regras e combinados. Considere que aquilo que seu filho quer nem sempre é o que ele precisa na fase de desenvolvimento em que se encontra. Os pais é que vão discernir isso", diz a neuropsicóloga.

  • Getty Images

    Controlador

    Você prefere decidir em vez de participar seu filho, mesmo quando o assunto tem tudo a ver com ele. Além disso, estabelece regras claras e exige o cumprimento delas. De acordo com o teste, diálogo e flexibilidade não são os seus fortes. Postura que, segundo as especialistas, vale a pena rever. "É preciso avaliar se não está transferindo para o filho uma insegurança sua. O excesso de controle pode estar relacionado à dificuldade de lidar com frustrações", diz a psicóloga. Ela também afirma que, ao impedir que seu filho exercite a autonomia, poderá criar um adulto extremamente frágil e dependente.

  • Getty Images

    Equilibrado

    "Dar liberdade com responsabilidade é permitir que o jovem tenha autonomia, porém, com limites. É dizer não e explicar o porquê, abrindo a possibilidade de negociação, quando isso for viável", explica a neuropsicóloga. As suas respostas ao teste sugerem que você concorda com a afirmação da especialista, pois investe no diálogo, respeita as opiniões de seu filho e assume, por vezes, uma postura flexível. No entanto, exige disciplina em relação aos combinados e, quando estes não são cumpridos, deixa que o jovem lide com as consequências de seus atos. Assim, assume uma postura equilibrada.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Blog da Morango
Redação
Redação
Comportamento
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
Blog do Fred Mattos
Comportamento
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog da Morango
Redação
BBC
Redação
do UOL
Redação
Redação
BBC
Redação
BBC
Redação
Beleza e maternidade
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
do UOL
Redação
Topo