Comportamento

Você subestima os mais velhos? Veja as possíveis reações em algumas situações

Getty Images
Imagem: Getty Images

O papel do idoso na sociedade passou por profundas transformações nos últimos anos. Descubra se você foi capaz de acompanhá-las, a partir do teste realizado com a colaboração da psicóloga Paula Emerick, especializada em Terapia de Família, e Dorli Kamkhagi, psicóloga do Programa de Psicogeriatria do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo)

  • Getty Images

    Subestima porque tem pena

    Suas respostas indicam que você ainda enxerga os idosos sob uma única perspectiva: como pessoas dependentes e limitadas. Porém, ainda que tenha boa intenção, saiba que é errado infantilizá-los. "Achar que, porque ele é 'velhinho', deve ser tratado como criança é um jeito doente da nossa sociedade enxergar o idoso. Ainda que ele tenha uma demência, ter que ser tratado como um adulto e com respeito", diz a psicóloga Dorli Kamkhagi

  • Getty Images

    Subestima, é excessivamente crítico

    Você tem conhecimento das limitações que ocorrem nessa fase da vida. No entanto, não demonstra a menor paciência para lidar com idosos, no dia a dia. É o que sugere o resultado do teste."O prejuízo de subestimar o idoso é perder a oportunidade de aprender com o outro que já viveu mais e coisas diferentes de você. Essa mistura de vivências é importante para a construção de valores", diz a psicóloga Dorli Kamkhagi

  • Getty Images

    Não subestima, respeita

    De acordo com o teste, você já percebeu que muitos idosos estão chegando à idade avançada preservando muitas de suas funções. Além disso, reconhece o valor do conhecimento acumulado ao longo da vida. "Quem não compartilha dessa visão não se beneficia da troca intergeracional. E nem sempre a forma mais contemporânea de fazer algo é a melhor. A experiência não deve ser desconsiderada", afirma a psicóloga Paula Emerick

  • Getty Images

    Não subestima e nem considera as limitações

    Segundo a psicóloga, deve-se tratar o idoso de igual para igual do ponto de vista dos valores humanos. Mas não é adequado esperar que ele atenda exatamente às mesmas demandas de um jovem. Suas respostas ao teste sugerem que você não está considerando as possíveis limitações de quem tem idade avançada. "A empatia é a chave para termos um ganho relacional enorme, o que significa tratar o idoso como gostaria de ser tratado, se estivesse na condição dele", diz Paula Emerick

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
BBC
Comportamento
UOL Estilo
UOL Estilo
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
UOL Estilo
Blog da Morango
UOL Estilo
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
AFP
Blog da Morango
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Comportamento
Erratas
Redação
Blog da Morango
do UOL
Redação
Redação
BBC
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Topo