Gravidez e filhos

10 ideias simples para montar um quarto montessoriano

iStock
Em um quarto montessoriano, os objetos, brinquedos e até cama devem estar ao alcance da criança Imagem: iStock

Do UOL

13/02/2017 04h07

A filosofia de ensino criada pela italiana Maria Montessori vai além das salas de aula. “Ela valoriza todos os ambientes que incentivam experiências, descobertas e sensações”, explica Lidiane Leite, coordenadora pedagógica do Colégio Maria Montessori, em São Paulo. No quarto infantil ao estilo montessoriano, a ideia é enfatizar a estética lúdica, já que o aprendizado e a conquista de autonomia também se dão por meio de brincadeiras. Para estimular o desenvolvimento, tudo fica ao alcance da criança e ela fica livre para se locomover em um espaço que é seu.  

Fontes: Edimara de Lima, vice-presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia e Lidiane Leite, coordenadora pedagógica do Colégio Maria Montessori, em São Paulo.

  • Imagem: Daniela Toviansky
    Daniela Toviansky
    Imagem: Daniela Toviansky

    Sem berço

    O objetivo é priorizar a liberdade com segurança. Um colchão no chão ou uma cama baixa permitem que a criança se movimente facilmente e explore o espaço. "Decidir se vai ficar na cama ou engatinhar, pegar ou não um objeto, ouvir e produzir sons: escolher é uma ação que deve ser vivida desde os primeiros meses de vida", afirma Edimara de Lima, vice-presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia.

  • Imagem: iStock
    iStock
    Imagem: iStock

    Diversão fácil

    Prateleiras acessíveis aos pequenos ou baldes plásticos coloridos podem organizar brinquedos e livros. A recomendação é que se faça rotação dos objetos oferecidos para que surjam novas descobertas. Até seis brinquedos diferentes por vez são suficientes.

  • Imagem: Fabiano Cerchiari/UOL
    Fabiano Cerchiari/UOL
    Imagem: Fabiano Cerchiari/UOL

    Piso fofinho

    O tapete proporciona conforto e também funciona como mais um item para experiências sensoriais. O mais prático é montá-lo com placas de EVA, pois são simples de limpar, macias e estampadas em tons alegres.

  • Imagem: iStock
    iStock
    Imagem: iStock

    Reflexo no espelho

    Mais um item que estimula a curiosidade, o espelho deve ser fixado na altura da criança. Ela aprende a enxergar seu corpo e a se reconhecer. O melhor modelo, sem risco de quebrar e machucar, é o de acrílico com bordas arredondadas.

  • Imagem: Fabiano Cerchiari/UOL
    Fabiano Cerchiari/UOL
    Imagem: Fabiano Cerchiari/UOL

    Barra de apoio

    Para os que ainda estão aprendendo a andar, a barra de apoio faz diferença. Há diversos modelos em lojas de construção ou é possível improvisar utilizando um varão firme de cortina bem preso à parede. Também dá para pendurar brinquedinhos na barra para a criança puxar.

  • Imagem: iStock
    iStock
    Imagem: iStock

    Gavetas para serem fuçadas

    Assim que a molecada tiver condições de escolher as próprias roupas, as peças podem ficar em um local de acesso fácil, como uma cômoda baixinha ou até mesmo em estantes feitas de caixotes de madeira. Tudo é pensado para que os filhos aprendam a se virar sozinhos.

  • Imagem: iStock
    iStock
    Imagem: iStock

    Brinquedos reciclados

    A garotada se diverte com coisas singelas, até mesmo panelas (ótimos tambores) e frascos inquebráveis (dão chocalhos incríveis). O que já existe em casa pode se transformar em brinquedo. Na decoração do quarto dos bebês, o enfeite da maternidade serve de quadro, dobraduras de papel ou bandeirolas de sobras de tecido compõem móbiles e adesivos recortados viram bichinhos na parede.

  • Imagem: Fabiano Cerchiari/UOL
    Fabiano Cerchiari/UOL
    Imagem: Fabiano Cerchiari/UOL

    Sem excesso de decoração

    Um ambiente adequado é tido como meio para incentivar o aprendizado. Mas isso não significa deixá-lo repleto de enfeites, cores e brinquedos. O excesso gera confusão. Privilegie base neutra na decoração e poucos móveis a fim de sobrar espaço para circulação e, sobretudo, para a imaginação.

  • Imagem: Fabiano Cerchiari/UOL
    Fabiano Cerchiari/UOL
    Imagem: Fabiano Cerchiari/UOL

    Quarto para dois

    Se irmãos de idades diferentes compartilham o quarto, vale a pena buscar atender às etapas de desenvolvimento de cada um, distribuindo os itens e brinquedos em estantes que correspondam ao tamanho de cada.

  • Imagem: iStock
    iStock
    Imagem: iStock

    Iluminação gostosa

    Janelas que proporcionam doses generosas de luz e ventilação deixam o quarto mais acolhedor e saudável. E nada melhor para regular o sono das crianças do que ritmo da iluminação natural.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
BBC
do UOL
ESPNW
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo