Gravidez e filhos

Carrinhos de bebê terão selo do Inmetro; fabricantes têm 18 meses para se adequar

Thinkstock
Certificação visa prevenir acidentes imagem: Thinkstock

Do UOL, em São Paulo

Por conta de um histórico de acidentes no Brasil e ao redor do mundo com carrinhos de bebê, neste mês, o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) estabeleceu requisitos obrigatórios de segurança para o produto. A medida busca manter o controle dos carrinhos e a melhora na segurança de crianças e bebês.

De acordo com o instituto, as avaliações foram feitas nos cintos, fechamento dos carrinhos durante o uso, materiais utilizados que possam ser tóxicos, além das estruturas e estabilidade de cada carrinho.

Fabricantes nacionais e importadores terão o prazo de 18 meses para se adequaram às novas normas de segurança. O comércio poderá comercializar os produtos sem o certificado do Inmetro por 36 meses. Após esse período, as lojas estarão sujeitas a multas.

O Inmetro e a "Consumer Product Safety Commission" (Comissão de Segurança de Produtos de Consumo, em tradução livre), dos Estados Unidos, assinaram um Memorando de Entendimento que prioriza o interesse comum em imprimir elevado nível de segurança dos produtos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo