Gestação

Estudo relaciona exposição ao mercúrio antes do nascimento a déficit de atenção e hiperatividade

Thinkstock
Segundo estudo, ingestão de peixe durante gestação diminui a probabilidade de filho desenvolver TDAH Imagem: Thinkstock

Nicholas Bakalar

New York Times

18/10/2012 16h47

Um novo estudo sugere que a exposição ao mercúrio antes do nascimento está associada a sintomas de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Mas quanto mais a gestante consome peixe, que é uma fonte de mercúrio, menor a probabilidade de o bebê ter esses sintomas.

Essa descoberta aparentemente paradoxal foi publicada online no periódico Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine e provém de uma análise de 607 crianças nascidas entre 1993 e 1998. Os pesquisadores analisaram dados sobre a quantidade de mercúrio presente no cabelo das mães, e os compararam a registros de dieta. As crianças foram submetidas a exames neuropsicológicos aos 7 e 10 anos.

Após levar em conta a ingestão de peixe e muitos outros fatores, os cientistas descobriram uma associação entre os diversos comportamentos relacionados ao TDAH e níveis de mercúrio superiores a 1 micrograma por grama nas amostras de cabelo maternas.

Junto a isso, os cientistas descobriram, após adequar os níveis de mercúrio, que as mães que ingeriram mais de duas porções de peixe por semana – quantidade maior que os 340 gramas sugeridos pelo governo americano – estavam menos propensas a terem filhos com comportamentos relacionados ao TDAH.

"Todos os peixes possuem alguma quantidade de mercúrio, mas os níveis diferem bastante", afirmou a principal autora do estudo Sharon K. Sagiv, professora adjunta da Universidade de Boston.

As descobertas podem parecer contraditórias, afirmou, mas "enfatizam um assunto de saúde pública importante: comer peixe faz bem, mas não peixe que contenha níveis altos de mercúrio".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Comportamento
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
Topo