Gravidez e filhos

Após ouvir frase machista dita à filha em hospital, mãe protesta na web

Reprodução/Facebook
Joni apanhou de garoto na escola Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

16/10/2015 18h06

 

Indignada com a frase que ouviu do funcionário do hospital Nationwide Children’s, em Columbus, Ohio, a americana Merritt Smith decidiu fazer um desabafo usando seu perfil no Facebook. O homem, encarregado de recepcionar os pacientes, teria dito: “aposto que ele gosta de você” para Joni, a filha de quatro anos de Merritt, ao saber que ela havia apanhado de um garoto na escola.

Na postagem, que já tem mais de 35 mil compartilhamentos, Merritt afirma: “querido funcionário do hospital, tenho certeza de que você não pensou direito no significado dessa frase. Assim que eu a ouvi, percebi que a afirmação é a origem da crença de que machucar é flertar e que isso é um comportamento aceitável. Minha filha sabe que essa não é a maneira como demonstramos que gostamos de alguém”.

A mãe continua seu texto afirmando que, naquele momento, a filha estava fragilizada, preocupada em ter de tomar uma injeção ou levar pontos, e precisava de palavras de conforto, mas ouviu do atendente que alguém pode machucar uma pessoa por gostar dela. “É hora de assumirmos a responsabilidade pelas mensagens que como sociedade passamos às nossas crianças”, escreveu.

Merritt  conta que, inicialmente, o post não era público, mas decidiu modificar as configurações de privacidade de sua conta na rede social a pedido de uma amiga que queria compartilhar o texto. Depois disso, a mensagem se espalhou pelo mundo.

“Sinto-me grata por perceber que o post gerou discussões perto e longe, nós sabemos que podemos modificar as mensagens que guiam nossas crianças em suas interações umas com as outras, ajudando-as a desenvolver habilidades para resolver conflitos, ter empatia e permanecer fortes em sua individualidade”, diz.

Em resposta, o hospital enviou um e-mail a ela agradecendo pelo contato e afirmando que seus argumentos eram "alimento para uma reflexão".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Gravidez e Filhos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo