Gravidez e filhos

Método Mãe Canguru ajuda no desenvolvimento de crianças com pouco peso

Caio Guatelli/Folhapress - 09.04.2003
O contato com a mãe beneficia o bebê Imagem: Caio Guatelli/Folhapress - 09.04.2003

Nicholas Bakalar

The New York Times

31/12/2015 13h36

 

O Método Mãe Canguru – que geralmente envolve o contato prolongado entre a pele da mãe e do bebê, amamentação e saída rápida dos ambientes hospitalares – traz muitos benefícios para bebês que nascem com pouco peso, de acordo com uma análise publicada recentemente.

Os pesquisadores revisaram 124 estudos que incluíam um grupo de comparação que não foi submetido ao Método Mãe Canguru, ou MMC. Todos os estudos incluíam ao menos o componente do contato físico e quase todos foram realizados com bebês que nasceram com menos de 2,5 kg. O artigo foi publicado na revista “Pediatrics”.

O MMC não influencia significativamente a frequência cardíaca, os riscos de problemas respiratórios, o ganho de peso ou o tamanho do bebê. Entretanto, ele foi associado a um risco 47% menor de sepse (infecção sanguínea), além de um risco 78% mais baixo de hipotermia e 88% mais baixo de hipoglicemia. Os bebês submetidos ao Método Mãe Canguru também tinham muito menos chances de voltar ao hospital.

Em geral, bebês que nasceram pesando menos de dois quilos e foram submetidos ao MMC tinham 36% menos chance de morte.

“Nosso estudo revelou inúmeros benefícios para a saúde dos recém-nascidos submetidos ao MMC, ou pelo menos nenhum risco”, afirmou a principal autora do estudo, Ellen O. Boundy, do departamento de epidemiologia da Faculdade de Saúde Pública T.H. Chan, da Universidade de Harvard. “As diretrizes mais recentes da Organização Mundial da Saúde incluem o Método Mãe Canguru no tratamento de bebês estáveis que nasceram com menos de dois quilos”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Gravidez e Filhos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo