Infância

Pokémon Go pode ajudar crianças obesas a emagrecer, diz médica britânica

Getty Images
Jogo ajuda crianças a se movimentarem ao ar livre e auxilia na perda de peso Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

10/08/2016 13h26

Uma das maiores críticas aos videogames e jogos de celular é que eles contribuem para deixar as crianças mais sedentárias, aumentando a obesidade infantil. Não é o caso de Pokémon Go. Para a clínica geral Margaret McCartney, o jogo pode ajudar crianças obesas a emagrecerem. As informações são do jornal britânico “Daily Mail”.

Margaret, que é mães de três filhos, escreveu um artigo para o periódico científico “British Medical Journal” defendendo que o game pode resgatar o gosto dos mais novos por atividades externas, favorecendo a saúde e melhorando a forma física, afinal, para caçar os bichinhos virtuais é preciso caminhar bastante.

Outro ponto positivo do jogo, segundo a médica, é que na maioria das vezes as crianças e adolescentes jogam em grupos, o que permite uma interação maior e “ao vivo” com os amigos, ao contrário dos videogames convencionais em que os jogadores ficam, em grande parte das vezes, sozinhos em casa.

Para Margaret, que costuma acompanhar o filho de oito anos nas caçadas, Pokémon Go conseguiu transformar as ruas em verdadeiros playgrounds ao ar livre e há indícios de que o jogo também possa ajudar a combater a depressão e o diabetes.

O melhor, segundo ela, é que o game não é voltado para quem quer caminhar, mas para fãs de games virtuais. “Trata-se de uma forma de diversão, que é o que todo mundo deseja”, diz.

A médica alerta que por estarem nas ruas, as crianças ficam mais expostas a assaltos e acidentes e até a se perderem ou a colocarem a própria vida em risco. Por isso, é importante que saiam acompanhadas de adultos ou responsáveis.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
Gravidez e Filhos
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Revista Ana Maria
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Gravidez e Filhos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Notícias - Cotidiano
do UOL
UOL Notícias - Cotidiano
do UOL
do UOL
Gravidez e Filhos
Disney Babble
Topo