Gravidez e filhos

Ex-BBB Aline levantou e diminuiu seios, mas só depois de parar de amamentar

Reprodução/Instagram/AlineGostchalg
Imagem: Reprodução/Instagram/AlineGostchalg

Denise de Almeida

Do UOL

10/02/2017 13h21

Além de diminuir o tamanho da prótese de silicone, como anunciou nas redes sociais, a ex-BBB Aline Gotschalg se submeteu a uma mastopexia: a cirurgia que levanta as mamas.

Desejada por muitas mães que reclamam da aparência dos seios após a gravidez, o procedimento só pode ser realizado em quem não está amamentando, conta Renato Tatagiba, cirurgião plástico responsável pela operação em Aline, que é mãe de Lucca, de 10 meses.

"A gente tem que interromper a amamentação por, pelo menos, de um a três meses. Na amamentação, a glândula mamária está cheia de leite. Na cirurgia de mastopexia a gente entra diretamente nas glândulas mamárias, então poderia provocar desde infecção a problemas de acúmulo de leite", esclarece o médico.

Divulgação/Rodrigo Mesquita/Reprodução/Instagram.com/alinegoficial
Aline Gotschalg em abril de 2015 (à esq.) e em fevereiro de 2017 Imagem: Divulgação/Rodrigo Mesquita/Reprodução/Instagram.com/alinegoficial

Moises Chencinski, presidente do Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade de Pediatria de São Paulo, explica que não dá para prever se a mama ficará com aspecto caído após a amamentação. "Isso depende de uma série de fatores, mas normalmente não deve ser levado em conta quando você está pensando em amamentação", afirma.

Tatagiba garante que o implante não é vilão neste quesito. "O silicone não vai fazer sua mama cair nem mais nem menos".

Aline ainda trocou os implantes de silicone que usava, de 400ml, para uma versão menor. Segundo o Tatagiba, o novo modelo tem em torno de 260ml e a cirurgia foi feita há cerca de dois meses. "Tudo muda com o passar do tempo. Hoje ela quer sossego e paz e não quer peito grande mais", analisa o cirurgião.

Silicone pode atrapalhar a amamentação?

Os médicos contam que é muito comum quem já tem ou deseja colocar próteses mamárias se preocupar se os implantes afetarão a capacidade de amamentar. “A cirurgia que é feita hoje é por trás das glândulas mamárias e por trás do músculo. Então, teoricamente, não existe nenhuma interferência do implante de silicone na amamentação, independentemente dele ser alto, médio ou baixo", diz Chencinski.

O pediatra enfatiza que a prótese não altera a produção ou a excreção do leite. "Muitas mães acabam dizendo que, por conta da prótese, a produção de leite diminuiu e não conseguiram amamentar. Não é questão de não acreditar no que diz a mãe, mas esse fator pode estar muito mais vinculado à questão emocional. É importante para a criança que sempre se mantenha o estímulo ao aleitamento materno".

Dois meses após o nascimento de Lucca, a ex-BBB contou que o filho mamava bastante e que ela já havia emagrecido 13kg graças à amamentação.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo