Pode isso?

Grávida de gêmeos, Beyonce não abre mão de salto alto; pode isso?

Reprodução/Instagram
A cantora Beyoncé, que anunciou, em fevereiro, estar grávida de gêmeos Imagem: Reprodução/Instagram

Adriana Nogueira

Do UOL

22/04/2017 13h10

Grávida de gêmeos, a cantora Beyoncé postou em seu perfil no Instagram uma foto em que exibe o look escolhido para encontrar as ex-companheiras do grupo Destiny's Child, na sexta-feira (21), à noite.

A polêmica

A artista anunciou a gravidez em fevereiro, mas não revelou de quanto tempo está. A despeito do visual arrasador de Bey, é inofensivo usar saltos altos na gestação, especialmente os finos?

Pode isso?

Segundo o ginecologista e obstetra Ricardo Luba, não existe uma proibição sobre o uso de salto na gestação, mas, em geral, os médicos pedem que a mulher deixe esse tipo de calçado no armário.

Luba fala que existem três motivos principais para essa recomendação. O primeiro é que, na gravidez, os ligamentos da mulher ficam mais frouxos, o que a torna mais vulnerável a entorses e fraturas.
 

“Pode-se pensar que se houver fratura o máximo que acontece é ter de pôr gesso, mas não é bem assim. Em alguns casos, pode ser necessário fazer uma cirurgia, o que não é uma boa quando se está à espera de um bebê”, explica o médico.

O segundo é que, ao longo da gestação, há uma adaptação na coluna no sentido de compensar o crescimento da barriga. Ao usar salto, a mulher pode piorar ou agravar as tradicionais dores nas costas, que fazem parte da fase. O uso do calçado ainda pode expor a mulher ao risco de cair.

Recomendação

De acordo com o ginecologista e obstetra, o salto do tipo fino é a pior escolha para a gestação. Se a mulher fizer questão de calçados do gênero, o melhor é escolher modelos plataformas, com, no máximo, quatro centímetros de altura.

“A verdade é que nós, médicos, gostaríamos que as pacientes vivessem de tênis, que é a melhor opção, mas é óbvio que não dá para usá-lo em todas as situações. Por isso, rasteirinhas e sapatilhas devem acompanhar a futura mãe na maior parte do tempo.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo