Gravidez e filhos

Meu filho já pode tomar banho sozinho? Veja 10 dúvidas comuns sobre o tema

iStock
Imagem: iStock

Bárbara Therrie

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/08/2017 04h00

Se para algumas crianças é mais um momento de diversão, para outras, tomar banho pode parecer uma tortura. Qual a idade certa para deixar meu filho tomar banho sozinho? Como lidar com a curiosidade dele pelo meu corpo? Essas são algumas questões que podem surgir entre os pais. Com ajuda de especialistas, esclarecemos 10 dúvidas sobre o assunto:

1. Quando meu filho já pode tomar banho sozinho?    

Quando a criança tem entre 2 e 3 anos, os cuidadores já podem ensiná-la a esfregar algumas partes do corpo. É fundamental repetir os movimentos, para corrigir eventuais falhas na higiene. “Se ela conseguiu lavar os dedinhos ou a barriga, os pais devem elogiá-la. Desenvolver autonomia e sentir prazer nisso ajuda no desenvolvimento emocional e na autoconfiança dos pequenos”, orienta Jaíde Regra, psicóloga analítica-comportamental da infância e adolescência.

2. Quais cuidados devo tomar? Até quando vale supervisioná-lo?

É preciso adotar algumas medidas de segurança, como usar piso antiderrapante, não deixar a criança sozinha na banheira por risco de afogamento, ficar atento a produtos que ela pode ingerir, não trancar as portas e se certificar da temperatura da água. Depois dessas precauções, o próximo passo é a fase de transição -- a criança gradualmente deixar de receber o apoio total do cuidador para tomar banho sozinha. “Se a criança decorou as partes do corpo a serem lavadas, aprendeu a se ensaboar e a se enxaguar corretamente, então ela está pronta para tomar seu banho sozinha”, diz Jaíde. A supervisão é importante, mas não é aconselhável ficar espiando o filho com medo de que algo errado aconteça, pois isso pode deixá-lo inseguro, alerta Ana Luiza Fanganiello, psicóloga clínica e sexóloga do Ambulatório de Sexualidade Feminina da Unifesp.

3. Qual tipo de sabonete é mais indicado no início?

De acordo com José Gabel, pediatra do Hospital Israelita Albert Einstein e membro do departamento científico de Pediatria da Sociedade Brasileira de Pediatria, os sabonetes líquidos são mais indicados por serem mais higiênicos e terem maior ação hidratante. Os em barra não são tão recomendados por seu potencial de contaminação, principalmente se forem usados por várias pessoas.

4. Até que idade os pais podem tomar banho com os filhos?

É comum pais tomarem banho com os filhos e a idade para limitar esse contato depende do que cada família considera adequado. Segundo a psicóloga Ana Luiza, a criança aprende muito por repetição de comportamento, mas é importante que os pais também sintam-se confortáveis com a situação, já que alguns podem se sentir inibidos com a curiosidade dos filhos por seu corpo.

5. O que fazer se a criança tiver curiosidade pelo corpo dos pais?

A partir dos 2 anos, as crianças já percebem as diferenças do corpo masculino e do feminino, por isso, é normal que no banho elas olhem, perguntem, comparem e queiram tocar algumas partes. Os pais devem responder às perguntas de forma tranquila e tratar isso como algo natural, explica Ana Luiza. No entanto, o pediatra José Gabel adverte que os cuidadores devem estar atentos para diferenciar a simples curiosidade da tentativa de obter prazer com o corpo do outro. “Nessas situações, os limites e regras devem ser estabelecidos, o respeito e a privacidade são fundamentais”, afirma.

6. Meu filho não quer tomar banho, o que faço?

A hora de ir para o chuveiro, muitas vezes, é sinônimo de brigas e estresse. Se isso ocorre na sua casa, é importante investigar o motivo. “Isso pode estar relacionado a um controle que o filho quer exercer sobre os pais ou ao fato de ele não ter aprendido a seguir regras”, aponta Ana Luiza. Uma alternativa para superar a dificuldade é trocar ordens por brincadeiras, como "escondi um brinquedo no banheiro para você achar e brincar no banho" ou "assim que terminar o banho, vamos jogar um jogo bem legal”, sugere a psicóloga Jaíde.

7. Devo comprar bichinhos de banho e incentivar brincadeiras? 

Transformar o banho em algo divertido torna a atividade mais prazerosa e nessas horas os brinquedos são muito bem-vindos, garante a psicóloga Ana Luiza: “A criança pode brincar de dar banho num bonequinho e os pais podem aproveitar o momento para incentivá-la a se lavar também”.

8. Colocar os filhos para tomar banho juntos atrapalha?

O banho coletivo pode ser estimulador e favorece a interação entre as crianças, mas é melhor que a atividade seja feita individualmente, pois será mais eficaz e rápida, defende o pediatra José Gabel.

9. A partir de que idade o pequeno consegue lavar o cabelo?

A partir de 2 anos você pode estimular a criança a lavar o próprio cabelo, segundo a psicóloga infantil Jaíde. “Podemos começar o processo colocando um pouco de xampu na mão dela, orientando-a a passar na região. Gradualmente, ensinamos as etapas seguintes, como esfregar e enxaguar”, pontua. Toda tarefa depende de treino, mas aos 5 anos o pequeno já consegue lavar o cabelo sem ajuda.

10. Como conscientizar a criança a evitar o desperdício?

Mostrar desenhos, vídeos, fazer brincadeiras e contar histórias ajuda bastante. De acordo com Jaíde, abrir pouco a torneira para não gastar água, não exagerar na quantidade do sabonete líquido e xampu, dizendo que custam caro, são algumas ações que podem ser colocadas em prática durante o banho -- assim, a criança vai aprendendo desde cedo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Gravidez e Filhos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Gravidez e Filhos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
Topo