Gravidez e filhos

Vai visitar um recém-nascido? Veja guia de boas maneiras

Getty Images
Fica a critério dos pais decidir se é melhor receber visitas na maternidade ou em casa Imagem: Getty Images

Gabriela Guimarães e Veridiana Mercatelli

Colaboração para o UOL

30/09/2017 04h00

A chegada de um bebê ao mundo traz muita alegria não só para os pais, como para a família e amigos. E é natural que todos queiram conhecer o bebê assim que ele nasce. Mas essa visita requer alguns cuidados para não desgastar mãe e filho. Veja algumas dicas.

Quando ir

Fica a critério dos pais decidir se é melhor receber visitas na maternidade ou em casa. Alguns optam pelo hospital, porque as visitas são mais curtas e não há tanto a obrigação de “fazer sala”. Outros preferem em casa, quando a mãe já está mais recuperada do parto. “O ideal seria visitar depois do primeiro mês, porque os primeiros dias são difíceis por causa da adaptação da criança e do cansaço da mãe”, fala Daniela Gerent Petry Piotto, pediatra do Fleury Medicina e Saúde. Na dúvida, sempre pergunte aos pais quando eles podem e querem receber visita.

Antes da visita

Ligue para saber se é ok você ir. Melhor falar com o parceiro ou parceira da mãe, porque ela pode estar amamentando ou descansando. Combine o horário e seja pontual. Aproveite a conversa para dizer quem vai e o que vai levar (se levar alguma coisa). “E mesmo que já esteja marcado, ligue novamente um pouco antes de ir, porque os pais podem ter tido uma noite horrível”, alerta Silvia Fonseca, pediatra do Hospital São Francisco.

Quando NÃO aparecer

Se estiver com qualquer sintoma de gripe ou outros problemas de saúde, como alergias, conjuntivite, por exemplo, não vá. Nem leve alguém doente com você. Lembre-se de que o recém-nascido não tem um sistema imunológico muito fortalecido e ainda não tomou suas vacinas.

Crianças podem visitar?

Não é recomendável, sobretudo se vierem diretamente da escola. “Crianças, principalmente em fase pré-escolar, são transmissoras de infecções”, explica a Daniela. Além disso, é natural que elas queiram mexer no bebezinho e brincar, o que pode ser estressante para o recém-nascido. Se possível, deixe este encontro para depois.

Presente bom é presente útil

Já é de praxe levar presentinho para o bebê e, por que não, para a mãe também? Você pode perguntar aos pais ou a quem tenha intimidade com a família o que eles estão precisando. Evite perfumes, porque podem dar alergia. Roupinhas, produtos de higiene e outras coisas que o bebê vai usar não só agora, como daqui a algum tempo, também são bem-vindos. E fraldas, claro. Para a mãe, cuidado com presentes para comer, porque ela pode ter que evitar certos alimentos por conta da amamentação (às vezes, é preciso evitar chocolate, por exemplo). Mas uma torta, uma massa, verduras, frutas, essas coisas que os pais não conseguem comprar, porque não podem sair, serão recebidos com alegria.

Respeite a hora da amamentação

“Com a minha primeira filha, os primeiros dias foram difíceis para amamentar. Então, eu ia para o quarto porque gostava de silêncio e calma neste momento. Achava terrível quando a visita vinha atrás da gente!”, conta a arquiteta Ronise Villordo, 35 anos. “Tem que respeitar esse momento de intimidade. O que eu costumo falar para a mãe é: ‘para amamentar, vá para o quarto, se tranque, fique à vontade, tire a roupa e amamente tranquila”, conta Silvia Fonseca.

Segure seus impulsos

“Eu tinha acabado de fazer meu filho dormir, depois de algumas horas de choro por conta das cólicas, quando chegou uma conhecida do meu marido, gritando e pegando ele do sofá. Ela disse ‘ai, que coisa mais linda! Eu vou acordar, depois a mamãe faz você dormir de novo!’. O bebê acordou assustado, gritando. E a visita simplesmente foi embora”, conta a microempresária Mariane Maia, 24 anos.

Mais amor, menos palpites

Um bebê chorando deixa qualquer um tenso. Mas a visita pode fazer tudo piorar se começar a dizer coisas como “está com fome”, “está com sono”, “não está com frio?” e por aí vai. Os pais sabem as necessidades do filho e, se ainda não sabem, estão descobrindo por eles mesmos. Dar pitacos não é ajudar. Se perceber que o bebê está inquieto, é uma boa deixa para você ir embora.

Durante a visita

  • Evite usar perfume e fumar antes de chegar perto do bebê.
  • Ao chegar na casa, lave as mãos.
  • Nunca pegue o bebê sem pedir para os pais. Nunca.
  • Sabemos que bebê é fofinho, mas procure não beijá-lo, principalmente a mãozinha, que ele vai colocar na boca.
  • Não permaneça por muito tempo na casa (até meia hora, no máximo), para não atrapalhar a rotina. “Se você for um amigo próximo ou parente, ofereça ficar com o bebê enquanto a mãe toma um banho, descansa ou se alimenta”, sugere Leonardo da Silva Valladão de Freitas, chefe do Núcleo de Vitalidade Fetal da Santa Casa de São Paulo.
  • Só tire fotos (de preferência, sem flash) com a permissão dos pais. E não poste nas redes sociais sem que eles deixem.
  • Evite dar trabalho. “Tinha visita que ia em casa só pra comer. Eu, com os pontos da cesárea estourados, e ela ficava perguntando se não iria ter nem um cafezinho para tomar”, conta a técnica de laboratório de patologia Dahiara Monteiro, 26 anos.
     

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
Blog Lado B
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
Topo