Gravidez e filhos

Seu filho tem chance de fazer parte da "geração nem-nem"?

Getty Images
Imagem: Getty Images

No Brasil, um em cada cinco jovens entre 15 e 29 anos não estuda nem trabalha, segundo o IBGE. Para saber se é o que acontece na sua casa, faça o teste que tem consultoria de Susana Orio, psicóloga e orientadora educacional do Colégio Madre Alix e Alessandra Venturi, psicopedagoga e orientadora educacional do Cursinho da Poli, ambos em São Paulo

  • Geração sabe o que quer

    Pode ficar tranquilo. Seu filho não dá nenhum indício de que vai deixar os estudos e o trabalho de lado no futuro. Pelo contrário, ele está sempre interessado e motivado a descobrir coisas novas e ir atrás do que gosta de fazer. Ao mesmo tempo, você dá suporte e estímulo para que ele esteja sempre ativo. Com essa parceria pode ter certeza de que ele vai longe!

  • Geração corda bamba

    Atenção, seu filho está em cima do muro, quase caindo no abismo do "não fazer nada". A boa notícia é que ele tem potencial para sair da zona de conforto, só precisa de um empurrãozinho. Converse sobre as dificuldades e os interesses dele, ajude-o a pesquisar e a estudar mais. Mostre que você acredita nele, que ele é capaz. Com um pouco mais de orientação e apoio, seu filho vai encontrar o caminho para o sucesso!

  • Quase um Nem-Nem

    Alerta vermelho! Seu filho está muito propenso a se tornar um jovem da Geração Nem-Nem. A falta de interesse e motivação pode ter diversas razões, e vocês precisam resolver esse problema juntos. Se ele ainda está na escola, converse com os coordenadores, professores e orientadores para entender o que está acontecendo, e se envolva mais com o dia a dia dele. Conhecendo as dificuldades, vai ser mais fácil ajudá-lo a encontrar soluções e saídas. Não desista, ainda há tempo!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
Blog Lado B
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo