Horóscopo

Céu de junho de 2012

Por Barbara Abramo

31/05/2012 16h50

Festas juninas e clima de comemoração invadem o Brasil em junho, mês que inaugura as temporadas de maiores oscilações astrológicas do ano de 2012, que permanecem até outubro.

Para começar o mês, um eclipse lunar poderoso em Sagitário leva embora certezas e instaura uma crise entre os representantes políticos do país. Câmaras na berlinda. Senado e Congresso nacional sob tiroteio cerrado de Urano e Plutão em guerra no céu. As forças do controle a qualquer custo versus a rebeldia, algumas vezes sem causa, eletrizam o noticiário.

 Desdobramentos internacionais são esperados. Se vencer a turma do abafa, a crise ficará crônica, mas volta com tudo em julho e agosto. Se vencerem os rebeldes, quem vai chiar são os líderes da oposição ao governo Dilma.

Haverá, também, um fenômeno relativamente raro nos céus, que é a ocultação de Vênus pelo Sol, uma conjunção que somente se repetirá daqui há muitas décadas. Há uma grande expectativa a respeito do que esse fenômeno anuncia --uma carga maior de vitalidade e brilho a Vênus, o planeta da arte, do amor, da beleza e das relações.

A munição de ambos os lados parecerá inesgotável mas, a partir da Lua nova em Gêmeos, no dia 19 de junho, algumas figuras --da oposição, é preciso que se diga-- podem reunir forças e criar alternativas. Aliás, com a lunação em Gêmeos veremos o surgimento ou o fortalecimento de uma liderança específica, que terá papel relevante nos próximos meses, nas grandes jogadas pré-eleitorais.

Júpiter, o planeta que representa a ética, a lei e a filosofia, passará a transitar em Gêmeos a partir de 11 de junho. Esse trânsito será de um ano exatamente, pois em junho de 2013 o maior planeta do sistema solar entra em Câncer. Até lá, figuras das oposições serão cada vez mais populares. A última vez que Júpiter levou destaque e prestígio às oposições foi em 2001.

Agora, o fenômeno estelar se repete, produzindo o mesmo: prestígio, popularidade e simpatia de figuras da oposição. A essa altura, é preciso que se diga que tanto o Brasil quanto a Argentina “nasceram” como países independentes sob uma conjunção de Lua e Júpiter. Neste ano, essa conjunção estará ativada em ambos os países. Nos dois casos, representam o mesmo: otimismo além da conta e uma suscetibilidade enorme a lideranças populistas e populares que assaltam a imaginação dos povos.

2012 será um ano de eleições no Brasil. E com a chegada de Júpiter a Gêmeos, posição que se encontra no mapa da independência do nosso país, é certo que veremos a subida de alguma liderança que tenha o perfil da conjunção: simpática, empática, popular e populista. Resta saber se essa liderança terá fôlego para alcançar posição forte para determinar resultados eleitorais. Parece que sim; em outubro e dezembro teremos novidades no poder federal.

Voltemos a junho. Entre os dias 8 e 24, Urano e Plutão se digladiam acirradamente, mexendo com a casa astral relacionada às riquezas do país e Câmaras e Senado. Durante essa fase mais tensa, Mercúrio, das palavras, entra no signo mudo de Câncer, comprometendo o diálogo e as negociações, enquanto Júpiter entra em Gêmeos, multiplicando o “diz que diz”, os debates, os discursos esquentados e os jogos de cena.  

Os diversos aspectos tensos que Mercúrio forma no céu com outros planetas anunciam divergências e problemas com estudantes, médicos e professores. E como Mercúrio rege as estradas e os caminhos, poderemos assistir eventos dramáticos entre 11 e 12, além de problemas elétricos que podem afetar a comunicação aérea ou viária.

Comunicados do governo que tenham a ver com economia também podem causar reboliço ou desorientação na segunda semana --a pior do mês para comprometer o dinheiro em aquisições a longo prazo.

Saturno age nos dias 13 e 14, estabilizando o clima, ao criar compromissos de responsabilidade mútua, seja entre políticos e órgãos federais ou seja em relação a grupos de interesses antagônicos. Esses dias também são bons para a economia e acalmam os mercados. Outro ótimo dia para os mercados, a Bolsa e as aplicações em geral são 20 e 21 de junho. Nesses dois dias, abre uma janela astral ótima para empreendimentos mais ousados e que exigem habilidades, poder de negociação e visão de longo prazo. Uma boa dica a empresários e pessoas que ocupam posições de liderança nas empresas.

Logo após a Lua nova em Gêmeos --que ocorre, aliás, em contato com uma estrela muito dinâmica--, finalmente o Sol adentra Câncer, inaugurando um dos mais dinâmicos invernos dos últimos tempos. No mundo, muitas ilusões caem por terra logo após o solstício. Júpiter e Netuno, em contato dinâmico, desbastam ilusões e colocam em campos delimitados os amigos e parceiros, distinguindo bem quem está ou não com forças para somar.

Na última semana, Saturno e Vênus retomam seu movimento direto e, daí em diante, obstáculos e demoras em empreendimentos, decisões de amplo alcance social e cultural e a estruturação de algo consistente nas comunicações tende a ocorrer de verdade. A maioria dos projetos que estavam parados podem receber, assim, um grande impulso.

Como, no mesmo dia, Mercúrio ingressa em Leão --signo que tem muito a ver, no caso do Brasil, com as relações internacionais--, podemos esperar algum pronunciamento, viagem ou acordo firmado entre nosso país e alguma potência exterior. Leão é signo de chefes, comandantes, executivos e autoridades. Isso explica a importância do momento.

No fim de junho, Sol e Plutão se opõem, forçando debates que podem clarear temas obscuros de forma dramática. E, finalmente, Mercúrio e Júpiter fecham o mês com chave de ouro, armando uma oportunidade excelente para amplas negociações que possam beneficiar o povo brasileiro de verdade.

Para as artes, moda e música brasileiras, os dias de destaque e sucesso são 8 e 9, com um lindo e inspirador aspecto entre Mercúrio e Netuno. Tecnologia, ciência e comunicação em geral recebem grande impulso entre 19 e 20 de junho. Novamente, nos dias 23 a 25, Sol e Netuno inspiram artistas e grandes eventos de moda e música.

No mundo, o cenário astral de junho avança o acirramento das condições já difíceis e críticas na Europa --especialmente a partir de 10 ou 12 de junho. E, apesar de conversas, decisões mais prudentes e difíceis deverão ser tomadas em seguida. Como Saturno retoma seu movimento direto na terceira semana, podemos esperar o corte de alguns países da zona do Euro antes do fim de junho. Se estenderem a permanência, entre julho e agosto a crise se tornará mais difícil de ser levada sem decisões.

Nos países árabes, a situação vai se tornando cada vez mais crítica. A partir da primeira semana até a terceira, reviravoltas dramáticas poderão ocorrer em alguns destes locais. Antigas lideranças serão atacadas por grupos rebeldes e não se chegará a lugar algum.

Urano e Plutão, em tensão astral, anunciam acidentes, fenômenos geográficos importantes que podem afetar a comunicação em larga escala entre, especialmente, a segunda e a terceira semanas, mas também no dia 28. Ainda bem que a solidariedade e o espírito de ajuda mútua falarão alto, dando exemplos bonitos de solidariedade, criatividade e paz social.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Céu do Mês
Escorpião
Áries
Capricórnio
Peixes
Libra
Leão
Gêmeos
Sagitário
Aquário
Virgem
Touro
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Céu do Mês
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Horóscopo
Erratas
Redação
do UOL
do UOL
Céu do Mês
Cinema
Comportamento
do UOL
do UOL
do UOL
Céu do Mês
do UOL
Horóscopo
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
Céu do Mês
do UOL
do UOL
do UOL
Topo