Horóscopo

Céu de abril de 2015: figuras femininas são protegidas por Vênus em Gêmeos

Barbara Abramo

Do UOl, em São Paulo

31/03/2015 16h56

Temos vivido sob um cenário astral de contornos dramáticos desde dezembro de 2014, quando começou a quadratura entre Urano e Plutão. De janeiro a abril, este sensível e delicado aspecto entre os dois astros estão sendo acionados em todos os campos --mudanças na natureza, acidentes, crises políticas que se tornam agudas... Tudo vem no rastro desta condição astral. E, em alguns momentos como nos eclipses, é certo que algo ocorrerá para que precisemos encarar o problema de uma vez, com criatividade e coragem. Assim foi em março e agora será em abril.

O mês abre com a vibração de responsabilidade e busca por consistência, com Mercúrio e Saturno estabilizando ideias e propondo soluções práticas. No Brasil, poderemos ter decisões importantes e reguladoras nos setores governados por Mercúrio: educação, comunicação, transportes e saúde. A vibração positiva de Saturno, que sempre pede responsabilidade e compromisso, vibra em Sagitário, o signo da ética, das comunicações de longo alcance e do universo das leis. Além disso, Júpiter, o astro da visão ampla e dos sentidos maiores, arma aspecto poderoso e benéfico com o Sol, favorecendo clareza de direções e coragem para engatar mudanças que tragam esperanças e sentidos novos à população.

Ainda na primeira semana, temos mais uma ativação da quadratura entre Urano e Plutão: um eclipse lunar em Libra varre para longe acordos diplomáticos e negociações. Em outras palavras, acordos serão desafiados por forças que irrompem e grupos que exigem ser ouvidos. O eclipse lunar em Libra ocorre no dia 4 de abril, de modo que desde o comecinho do mês assistiremos manifestações agudas desta briga entre poderes concentrados, seja na política ou na economia, desafiados pelos grupos de caráter bélico. Tudo isto sem aviso prévio, marca registrada de Urano, o astro da mudança imprevista e da surpresa eletrizante.

Diversos astros passam de Áries, signo bélico de coragem e inovação, para Touro, signo de concretização, trabalho duro, persistência e senso prático. A partir da segunda semana, o clima astral geral estará mais conservador, valorizando atividades e atitudes preservacionistas. Na educação e nas comunicações aqui no Brasil, teremos novidades e boas.

Marte, o astro que comanda todo o ano astral (que vai de março de 2015 a março 2016) se manifestará em Touro também, colorindo o mês com as táticas obstrutivas no Congresso Nacional. Touro, sendo signo de reação e não de ação, persistente e pouco flexível, denota um período delicado para o Governo Federal, pois as Câmaras e Senado estarão fortalecidos por este trânsito.

Na segunda quinzena, começa a fase mais enriquecedora de abril. Com Vênus em Gêmeos e Júpiter em movimento direto em Leão, evoluem melhor as relações diplomáticas com outros países. Apesar de escândalos que envolvem grupos poderosos financeiros e políticos, parece que o Brasil tem novidades boas pela frente --e elas começam a partir da terceira semana. Relações com países vizinhos serão revistas e este será também um ótimo mês para melhorar a política de fronteiras.

Figuras femininas estarão protegidas por Vênus em Gêmeos --gente que sabe dialogar e tem a flexibilidade necessária para se expressar em entre grupos, sejam culturais, esportivos ou de outra natureza. Como Gêmeos governa a área de oposição do Governo Federal, podemos esperar figuras femininas ganhando adesão e expressão em contraponto. Vênus, sendo um astro de popularidade e conectado com o feminino, anuncia também a ascensão de figuras femininas ligadas ao mundo da música ou de outras expressões culturais, também relacionadas a oposições.

Mais uma vez, manifestações contra o Governo Federal devem pipocar, na primeira e na terceira semanas do mês. Como vivemos em uma democracia, nada mais natural. A novidade é que com os trânsitos de Mercúrio, Marte e Sol em Touro (este após o dia 20 de abril), teremos uma preocupação maior com a educação política da população, o que permitirá clareza sobre o que é reivindicado.

Entre 22 e 30 de abril, aspectos astrológicos favorecem empreendimentos financeiros e empresariais, como se as fases de temor tivessem passado. Elas não passaram, mas haverá bom aquecimento industrial e entrada de investimentos estrangeiros. Será uma época movimentada, animada e que irá trazer esperança a muitos grupos.

E assim termina abril, sob um belo trígono de Júpiter e Urano, trazendo novidades na tecnologia, investimentos estrangeiros e sintonia que garante diálogo e esperança de pacificação interna.

Em termos mundiais, é de se esperar que os primeiros dez dias do mês sejam bastante movimentados e delicados, com imprevistos nas relações entre países e eventualmente acidentes e sustos. Também no fim de abril, a esperança tem poder de vencer o medo, por meio de iniciativas de países no sentido de gerenciar crises, pacificar situações de conflito e trazer sentidos novos às coletividades.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
Céu do Mês
Peixes
Escorpião
Leão
Gêmeos
Libra
Touro
Câncer
Áries
Virgem
Capricórnio
Sagitário
Aquário
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Céu do Mês
Câncer
Aquário
Gêmeos
Libra
Peixes
Sagitário
Touro
Capricórnio
Virgem
Escorpião
Leão
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Céu do Mês
do UOL
do UOL
do UOL
Topo