Moda

6 peças que a gente detestava quando criança, mas que agora estão na moda

Do UOL, em São Paulo

12/05/2016 15h53

Um dos maiores pesadelos para pais é a possibilidade de seus filhotes "pegarem friagem". Para evitar que fiquem doentes, enrolam as crianças em casacos e mais casacos. O excesso de zelo, comum de geração a geração, acaba fazendo com que role aquele bode de certas peças típicas do inverno. Quem cresceu nos anos 80 e 90 tinha birra daquele gorro que esquentava demais a cabeça, da meia-calça que pinicava, da japona que limitava os movimentos na hora da brincadeira. Porém, hoje em dia, alguns modelos invadiram novamente as passarelas e a gente até voltou a gostar deles. 

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Gola alta

    A blusa com a gola alta às vezes irritava peles mais sensíveis, dava certa claustrofobia em algumas pessoas e podia esquentar demais o corpo. Mas sempre foi uma ótima proteção contra o vento frio. Inspiradas pelo retorno das tendências dos anos 90, as grifes voltaram a apostar nela em sobreposições com vestidos e camisetas.

  • Imagem: Alexandre Schneider/UOL
    Alexandre Schneider/UOL
    Imagem: Alexandre Schneider/UOL

    Meia-calça

    Quando criança, a gente colocava meia-calça e ela começava a pinicar e a escorregar no cós. Um horror. Mas a peça protegia as pernocas em eventos mais formais e, algumas vezes, acabava rasgada após horas de brincadeiras. Na vida adulta, aprendemos a proteger o acessório contra todos os perigos e o valorizamos por nos permitir usar saias mesmo em temperaturas mais baixas.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Poncho

    Alguns anos trás, o modelo era considerado opção brega. Aí o jogo virou e, há algumas temporadas, o poncho voltou a ganhar espaço no armário dos fashionistas. Ele podia atrapalhar a diversão quando éramos crianças, mas não podemos negar que o conforto da peça. Afinal, ele é um cobertor com um buraco para colocar a cabeça!

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Japona

    O blusão volumoso, que podia ser também bastante comprido, limitava os nossos movimentos e era causa de irritação na infância, especialmente durante as brincadeiras com os amiguinhos. Depois de passar algum tempo no ostracismo, a "japona" virou item fashion.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Sandália com meia

    Você queria esquentar os pés, mas a sua mãe tinha horror de você dar aquela encardida nas meias ao vesti-las sem sapato. O jeito, então, era usá-las com sandálias. Era feio, mas garantia conforto dentro de casa. E teve até quem usasse sandálias birken com meião nas ruas. Quem diria que, no ano passado, a Chanel colocaria a combinação em sua passarela?

  • Imagem: Ben A. Pruchnie/Getty Images
    Ben A. Pruchnie/Getty Images
    Imagem: Ben A. Pruchnie/Getty Images

    Gorro

    O acessório esquentava demais a cabeça e deixava o cabelo todo bagunçado, impedindo que você o tirasse ao longo do dia. Irritar-se com ele na infância, então, era muito comum. Porém, o chapéu conquistou famosas como Cara Delevingne e as passarelas por ser mais um elemento resgatado dos anos 90.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo