Moda

Milão apresenta o leopardo de Dolce Gabbana e as curiosas saias de Armani

AFP
Desfile da marca Armani, que aconteceu nesta segunda (19) Imagem: AFP

19/02/2007 19h16

A Semana de Moda de Milão apresentou nesta segunda-feira dois grandes inovadores da moda italiana: D&G com suas sedutoras mulheres com trajes de leopardo e a elegante linha de Giorgio Armani, marcada por saias amplas que se fecham como tulipas sobre os joelhos.

Diante da onda de mulheres com saltos altos e imponentes, Armani propôs uma mulher de sapatos baixos, tanto para o dia quanto para a noite, assim como saias pouco comuns, curtas, que se abrem para logo depois se fecharem na altura do joelho. A nova coleção de Armani revê os aspectos mais femininos de seus antigos desenhos e ao mesmo tempo redescobre as jóias, as peles ecológicas, os acessórios e os detalhes.

"Quis dar ênfase às pernas e 'mortificá-las' com os sapatos baixos para que o resultado seja um novo estilo, de maneira que a mulher de 2008 possa recuperar seu poder na sociedade. Não precisa ser sexy nem usar saltos altos. É uma nova forma de minimalismo", admitiu o estilista.

Para a noite, o estilista, de 72 anos, propõe trajes negros e brilhantes, com diamantes negros e lantejoulas, muitos cobertos por borboletas cinzas, brancas, rosa antigo, as quais forram as capas que cobrem as costas descobertas.

A mulher de D&G prefere cobrir-se com longos e vaporosos trajes com estampa de leopardo que flutuam atrás delas juntos com cabelos ao vento.

Os dois estilistas, Domenico Dolce e Stefano Gabbana, juntos desde 1993, se inspiraram nos anos 70 e também propõem vestidos com flores, curtos e longos, de mangas largas.

Como Armani, a firma Just Cavalli de Roberto Cavalli propõe para o inverno de 2008 a saia como mito feminino. Curta ou longa, negra, ocre e até azul rainha.

Amanhã será a vez de Prada, Bottega Veneta, Pollini, Etro, La Perla e Alberta Ferretti.

Mais de 90 desfiles estão programados para acontecer até 24 de fevereiro na capital da moda italiana, que este ano foi inaugurada com a coleção de Elena Miró.

Embora já tivesse se apresentado em outros anos em Milão, este ano a coleção de Miró provocou reações, já que na Itália acaba de entrar em vigor o acordo antianorexia, que obriga a Federação da Moda Italiana e a associação Alta Moda a fomentarem a presença de modelos "sãs, solares, generosas, mediterrâneas".

O chamado "Manifesto" contra a anorexia proíbe meninas menores de 16 anos de desfilarem e obriga as modelos a apresentarem um certificado médico que descarte problemas alimentares.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
do UOL
Opiniões Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo