Moda

Coleção póstuma de McQueen provoca expectativa nas passarelas de Paris

28/02/2010 16h25

A coleção que o estilista Alexander McQueen preparava antes de se enforcar em Londres, no dia 11 de fevereiro, é uma das mais esperadas da semana de moda de Paris, que começa na terça-feira (2), depois de Nova York, Londres e Milão.

 

Paris, que continua sendo a capital à qual aspiram fashionistas do mundo inteiro, apresentará até quarta-feira da outra semana as coleções Outono/Inverno 2010/11 de quase uma centena de grifes, com o primeiro dia voltado para os estilistas mais jovens.

 

A semana de Paris será a mais longa e intensa das quatro, com 90 desfiles em nove dias - um pouco menos que a temporada anterior, no entanto.

 

A apresentação da coleção de McQueen não será feita em uma passarela, como estava previsto antes de seu suicídio, mas em um salão privado que terá o acesso limitado, informou sua maison. A mostra está marcada para os dias 9 e 10 de março.

 

Outros estilistas britânicos que apresentarão suas coleções em Paris incluem a sempre irreverente Vivienne Westwood, Stella McCartney e John Galliano.

 

Enquanto isso, a pergunta que não quer calar desde o anúncio oficial de que a grife McQueen sobreviverá à morte de seu talentoso e atormentado criador é quem será escolhido para substitui-lo.

 

A marca Alexander McQueen, controlada pelo grupo Gucci (que possui 51% das ações), foi fundada há dez anos e conta atualmente com 11 lojas próprias, de Nova York a Londres.

 

Entre os nomes aventados nos altos círculos da moda para assumir a direção da maison, que gera bons lucros já há vários anos, figura o jovem britânico Giles Deacon, que, seguindo os passos de McQueen, foi homenageado na Inglaterra com o prêmio de Melhor Estilista do Ano.

 

As passarelas de Paris também verão desfilar os franceses Jean Paul Gaultier - cuja última coleção foi uma deslumbrante homenagem ao México -, Yves Saint Laurent, Givenchy, Nina Ricci, Christian Dior, Lanvin, Balmain, Sonia Rykiel, Céline, Guy Laroche, Louis Vuitton e Hermès.

 

As casas japonesas Kenzo, Yojhi Yamamoto, Comme des Garcons e Issey Miyake, esta última dirigida pelo estilista Dai Fujiwara, também estarão presentes em Paris, assim como o indiano Manish Arora, que com suas cores luminosas, espelhos e lantejoulas recria o espírito de Bollywood.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
RedeTV! Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Bloomberg
do UOL
UOL Mulher - Moda
RedeTV! Entretenimento
RedeTV! Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
Topo