Moda

Paris torna-se vitrine da alta costura

05/07/2010 17h54

PARIS, 5 Jul 2010 (AFP) -O exclusivo e cada vez mais reduzido grupo de estilistas da alta-costura, que assinam criações que podem custar centenas de milhares de euros e exigir mil horas de trabalho manual, começaram nesta segunda-feira, em Paris, a apresentar suas coleções para o próximo outono-inverno (no Hemisfério Norte).

  • AFP

    Modelos desfilam criação de alta-costura de John Galliano para a Dior (05/07/2010)

Como acontece há quatro anos, o brasileiro Gustavo Lins é o único latino-americano a se apresentar ao lado desta elite da moda.

O brasileiro, que já foi aprendiz nas 'maisons' francesas Luis Vuitton e Jean Paul Gaultier, assim como na japonesa Kenzo, disse à AFP que, para esta coleção, reduziu os custos mediante a "reciclagem" de tecidos e peles que possuía em seu ateliê.

A casa Christian Dior desfila no Museu Rodin; Chanel escolheu como cenário o Grand Palais; Franck Sorbier se apresenta na casa de leilões Sotheby's. Durante três dias, este grupo de seletos criadores, que chegaram a ser mais de cem no pós-guerra, apresentam suas coleções de luxo às clientes mais ricas e à imprensa.

  • AFP

    Modelos desfilam criação de alta-costura do estilista brasileira Gustavo Lins (05/07/2010)

Os desfiles começaram na manhã desta segunda-feira com o francês Christophe Josse, que apresentou 21 suntuosos vestidos, de cintura e busto acentuados e ombros destacados, em sedas, veludo, organza e musselina, em tons damasco, púrpura, cinza esfumaçado e preto.

Apesar dos bordados com muitas pedrarias, brocados e penas de avestruz, os vestidos pareciam, no entanto, deslizar pelo corpo.

"É uma coleção muito mais densa, rica e construída que as minhas coleções anteriores, mas sempre com a ideia da leveza", explicou Josse depois do desfile, realizado no Palácio de Tóquio, perto de Trocadero.

"Inspirei-me nos filmes de Luchino Visconti, para recriar uma silheta que evoca o luxo dos salões de 1900", disse.

Entre os membros "oficiais" da alta-costura, estão as grandes casas francesas Dior, Chanel, Givenchy e Jean Paul Gautier.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Moda
Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo