Moda

MP italiano pede 2 anos de prisão para estilistas da Dolce & Gabbana

Giampaolo Sgura/Divulgação
Os estilistas italianos Domenico Dolce e Stefano Gabbana podem ir à prisão na Itália por sonegação fiscal Imagem: Giampaolo Sgura/Divulgação

De Milão

29/05/2013 13h41

O Ministério Público de Milão pediu condenação a dois anos e seis meses de prisão e ao pagamento de uma multa e de milhões de euros para os estilistas italianos Domenico Dolce e Stefano Gabbana, acusados de sonegação fiscal de cerca um bilhão de euro (algo como R$ 2,7 bilhões).

Segundo o promotor Gaetano Ruta, os dois estilistas seriam os beneficiários da criação da sociedade Gado em Luxemburgo, que segundo as investigações seria a proprietária das duas marcas do grupo. As operações, entretanto, eram geridas na Itália, permitindo dessa forma a realização de consideráveis benefícios fiscais.

"Gado era uma construção artificial funcional para realizar os benefícios fiscais que foram obtidos", declarou Ruta.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
RedeTV! Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Bloomberg
do UOL
UOL Mulher - Moda
RedeTV! Entretenimento
RedeTV! Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Notícias
Topo