Moda

Naomi Campbell entrevista Chávez para revista masculina britânica

Reuters
Naomi Campbell tornou-se repórter política para a "GQ"; na foto, a modelo em Cuba Imagem: Reuters

07/01/2008 12h06

A top model britânica Naomi Campbell, de 37 anos, vem descobrindo uma nova vocação, como entrevistadora. Para a próxima edição da revista masculina GQ, ela entrevistou o presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

Campbell já havia entrevistado antes o piloto de Fórmula-1 Lewis Hamilton e agora vem tentando, para as próximas edições, contatos com os presidentes da França, Nicolás Sarkozy, e de Cuba, Fidel Castro.

A entrevista com Chávez foi realizada durante uma visita à Venezuela em outubro, quando ela também aproveitou para pedir ao presidente uma doação à Fundação Nelson Mandela.

Durante a entrevista, a modelo questionou Chávez sobre suas relações com Cuba e suas disputas com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, a quem o venezuelano acusou de planejar matá-lo, segundo o relato publicado pelo diário The Independent.

Defesa

O venezuelano também teria aproveitado a entrevista para defender seu governo das acusações de autoritarismo e violação aos direitos humanos.

Chávez argumentou que não há prisioneiros políticos no país nem execuções extra-judiciais e que não há, em sua opinião, nenhum país no mundo com mais liberdade de expressão do que a Venezuela.

A modelo também teria perguntado, segundo outro jornal, o Guardian, se Chávez admitiria alguma vez ser fotografado sem camisa, seguindo o exemplo do presidente da Rússia, Vladimir Putin. Chávez teria então respondido: "Por que não? Quer tocar meus músculos?"

No texto de apresentação da entrevista, Campbell diz que queria encontrar Chávez, a quem chamou de "anjo rebelde", para saber se era verdade o que ouviu dizer sobre ele ser "um presidente do povo".

"Eu não queria julgar nem investigar suas opiniões políticas, apesar de ele tê-las dado livremente", disse a modelo. "Eu simplesmente queria entrevistar Hugo, o homem."

Em entrevista ao Guardian, o editor da GQ, Dylan Jones, disse que foi "bastante fácil organizar a entrevista", já que Chávez "naturalmente queria encontrar Naomi".

"Quer dizer, quem é que não quer encontrar a Naomi? Mesmo ditadores socialistas têm um interesse em lindas supermodelos", afirmou Jones.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Ana Aoun
do UOL
do UOL
Estadão Conteúdo
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Ana Aoun
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo