Moda

Joias decoradas com plantas vivas estão na moda em Portugal

EFE
Anel "vivo" criado pela designer portuguesa Inés Varela Imagem: EFE

Sabrina Aïd

De Lisboa

09/12/2013 13h42

Colares, anéis e pulseiras "vivos" são a última criação de uma marca portuguesa que, por meio de uma inovadora técnica, recriou o habitat natural das plantas em joias que precisam até ser regadas para sua conservação e que estão sendo vendidas no mundo todo.

Após seis meses de testes e experimentos, Ines Varela, 34, nascida em Lisboa e formada em gestão de espaços ambientais, conseguiu descobrir o "segredo", que guarda cuidadosamente  e permite colocar plantas vivas, principalmente musgos, em joias tradicionais de metal.

"Comecei a criar essas joias para mim e, à medida em que fui usando, mais vezes chegava em casa sem elas porque amigos e conhecidos queriam que eu as vendesse", explicou a criadora à agência Efe.

Inés Varela revelou que a montagem da peça é relativamente simples, demora entre 30 minutos e uma hora, embora seja necessário elaborar antes o desenho. Depois, é preciso esperar entre uma e duas semanas para usá-la, porque a planta, que nasce da terra ou entre as rochas, "deve se adaptar ao seu novo habitat, a joia, onde continua viva".

  • EFE

    Colar criado pela designer portuguesa Inés Varela, que usa plantas em suas joias

Segundo a criadora, o trabalho de conservação deste tipo de adorno não é especialmente complicado, já que as plantas utilizadas podem sobreviver até três meses sem serem regadas.

No entanto, é importante garantir que o lugar onde a joia for guardada respeite o processo de fotossíntese, por isso, não é recomendável deixá-la em uma caixa fechada com outros objetos, pois eles "podem prejudicar sua proteção vegetal". Também não é a melhor opção conservá-la em uma gaveta, já que apesar de plantas como o musgo crescerem na sombra, também precisam de alguma luz.

A criadora dessa joia, comercializada por meio da marca Natural Jewellery, vende um kit de produtos para a manutenção, formado por um "regador de bolso" em forma de spray e um pano para secar a parte de metal.

A empresa nasceu há apenas um mês e meio, mas a ideia de Inés Varela é crescer fora de Portugal. A linha de produtos "Puros" já chegou ao Brasil, Espanha, Canadá, Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos e Inglaterra.

A linha pretende homenagear a pureza da planta e, por enquanto, as peças estão à venda por um preço que oscila entre 15 e 30 euros (R$ 47 e R$ 95, aproximadamente).

A próxima coleção, "Brilho", já está quase "madura" e inclui peças mais glamurosas, sofisticadas e elaboradas,para a época de Natal.

A inventora destes adereços acredita ser capaz de controlar todo o processo de produção e espera cultivar musgo em vez de comprá-los.

O musgo é uma planta briófita, grupo que tem mais de 12 mil espécies conhecidas distribuídas em diferentes habitats, como florestas, montanhas e desertos.

"Em projetos ambientais, são usadas como indicador de poluição e mudanças de sistemas climáticos", explicou Inés, que além de empreendedora ocupa o cargo de vice-presidente da Associação Portuguesa de Espaços Verdes.

  • EFE

    Joia da Natural Jewellery marcar que comercializa as criações da designer portuguesa Inés Varela

O musgo, além disso, ocupa um papel importante nos ecossistemas, pois permite a estabilização do solo, a fixação e germinação de sementes, e serve de alimento e proteção para alguns animais.

Suas propriedades são conhecidas desde os tempos antigos e são utilizadas como compressa para tratar feridos nas guerras ou como material para elaborar produtos de higiene (fraldas, sabões e perfumes entre eles).

Em países como México, Espanha e Portugal, o musgo também é famoso por estar presente nos presépios de Natal.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Opiniões Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo