Beleza

Barbeadores e secadores de cabelo já são fabricados com novo selo do Inmetro

Getty Images/Thinkstock
Secadores estão entre os produtos que passam a exigir certificação de qualidade do Inmetro Imagem: Getty Images/Thinkstock

15/08/2011 17h31

SÃO PAULO - Desde o dia 1º de julho deste ano, um grupo de 97 famílias de eletrodomésticos e similares, como máquinas de costura, frigideiras, panelas elétricas, barbeadores, aspiradores de pó, tostadores, grills e bombas de água, já estão sendo fabricados com o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial).

O novo documento, instituído pela Portaria 371, é baseado em uma norma do IC (International Eletrotechnical Commission) para eletrodomésticos e similares e tem por objetivo aumentar a segurança do usuário desses aparelhos.

Chamada de RAC (Requisitos de Avaliação da Conformidade), a medida só deixou de fora aqueles produtos já inseridos em um RAC específico e os que integram o PBE (Programa Brasileiro de Etiquetagem), que já são avaliados diretamente no programa de eficiência energética, inclusive quanto aos aspectos de segurança.

A partir de 1º de julho de 2012, fabricantes e importadores de aparelhos eletrodomésticos não poderão mais comercializar para o atacado e varejo produtos fora do padrão; após um ano, o comércio atacadista e varejista não poderá mais vender aparelhos eletrodomésticos fora do padrão.

Benefícios
Segundo publicado pela revista da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), a decisão do Inmetro foi tomada após discussão com as partes impactadas, entre elas, as indústrias do setor, representadas pela Abinee e Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos).

Para a Eletros, a obrigatoriedade da certificação irá favorecer uma concorrência mais adequada entre os fabricantes nacionais e importados. “Com a certificação compulsória, no mínimo, os requisitos das normas de segurança serão aplicados para a totalidade dos produtos, fazendo com que todos joguem o mesmo jogo. Isso tornará a concorrência mais justa”, diz o presidente da associação, Lourival Kiçula.

O Inmetro tem a mesma opinião. “O mercado interno brasileiro ficará mais fortalecido, com a nova leva de produtos eletrodomésticos que ostentarão o selo de identificação da conformidade”, avalia o diretor de qualidade do Instituto, Alfredo Lobo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

UOL Mulher - Beleza
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Beleza
Beleza
Beleza
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo