Moda

Em 2º dia de SPFW, Reinaldo Lourenço prioriza a roupa, Herchcovitch, o conceito

Alexandre Schneider/UOL
Herchcovitch fecha segundo dia de desfiles do SPFW Inverno 2011 com moda conceitual (29/01/2011) Imagem: Alexandre Schneider/UOL

CAROLINA VASONE

Editora de UOL Estilo

30/01/2011 02h19

No segundo dia do São Paulo Fashion Week, o primeiro e o último desfile apontaram prioridades de moda distintas. Reinaldo Lourenço investiu no conceito, mas a roupa era seu objetivo final. Já Herchcovitch deixou que a força conceitual do tema de sua coleção brilhasse mais do que as roupas em boa parte de seu desfile.

Apresentada na Faap e inspirada num tema glamouroso - a alta-costura e as festas dos  anos 1930 -, a coleção de Reinaldo Lourenço é essencialmente bonita. Roupas que enchem os olhos, que não causam estranhamento: tudo, ali, de alguma maneira já foi visto. Mas isso não é um problema para o designer. Ele usa o conforto do conhecido para reagrupá-lo, reordená-lo, misturá-lo e apresentar o novo seguro, porém altamente desejável.

Já Herchcovitch, mais conceitual e experimental, reforçou esta característica e parece ter segurado as rédeas do gosto pelo belo que andou cultivando nas últimas coleções. Inspirado em rochas e cinzas vulcânicas e vulcões, o Inverno 2011 do estilista trouxe um Herchcovitch menos surpreendente, pelo menos na primeira parte do desfile, com aposta em peças com efeito propositalmente gasto, com tricô rústico em malhas e saia, em casacos e vestidos com desenhos de nervuras (como as das rochas) que faziam brotar o colorido de um tecido costurado nas entranhas de casacos e vestidos.

As formas soltas, com modelagem deslocada, aliadas às aplicações de efeito propositalmente mal-acabado, ao contraste do preto com o amarelo cítrico e a mistura de materiais que não pareciam combinar entre si pareceram causar mais estranhamento do que desejo de consumo. Já a parte final em preto, dos vestidos com capuz, das partes de trás franzidas na cintura, quando a parte da frente é solta, da citação à alfaiataria, intriga, mas também encanta.

Neste último sábado, desfilaram ainda a grife de moda jovem Amapô (a floresta inspira as sobreposições selvagens da grife, com muito mix de estampas e camadas para as mulheres, mais pontual e rigorosa para os homens), a estreante Ghetz, dirigida pelo jovem e promissor Lucas Nascimento, a Ellus, em bem-sucedida troca de desfile por vídeo 3D e a Neon, em coleção cheia de gracinhas performáticas e alguns looks que lembravam figurino.

Neste domingo (30) desfilam Iódice, Juliana Jabour (que estreia no evento), Cori, Osklen e Colcci, com Gisele Bündchen e Ashton Kuschter.

Ficha Técnica de Alexandre Herchcovitch


Inspiração:  Rochas e cinzas vulcânicas
Tecidos: Tricô rústico
Formas: Soltas
Cores: Preto e amarelo cítrico
Estilo: Alexandre Herchcovitch
Stylist: Maurício Ianês
Beleza: Celso Kamura
Trilha Sonora: Max Blum
Cenário: Roberta Marzolla

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
do UOL
Opiniões Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo