Moda

No MAM, Herchcovitch mostra jeans que promete combater a celulite

Alexandre Schneider/UOL
Nesse Inverno 2014, a Herchcovitch investiu no jeans que promete reduzir celulite, como este da calça usada pela modelo Drielly Oliveira. A inspiração medieval apareceu nos reforços em joelhos e cotovelos e na proposta masculina de calça e vestido, como este com fenda. A cartela de cores optou pelor tons mais escuros Imagem: Alexandre Schneider/UOL

Fernanda Schimidt

Do UOL, no Rio

08/11/2013 13h15

O estilista Alexandre Herchcovitch investiu na tecnologia na coleção Inverno 2014 de sua segunda marca, a Herchcovitch, que abriu a programação do Fashion Rio desta sexta-feira (8), em desfile no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

A principal novidade ficou por conta dos jeans que prometem combater a celulite. A tecnologia, chamada de Emana, está no fio e era, até então, usada apenas no mercado fitness. A ideia é que o tecido absorva o calor do corpo e o transforme em infravermelhos longos, que voltam para o corpo. Além de manter a temperatura de quem usa as peças e aumentar a circulação, promete melhorar a aparência da pele e reduzir a celulite.

O efeito, no entanto, é a longo prazo.  É necessário usar o jeans por pelo menos seis horas diárias e durante 30 dias para começar a notar diferenças na celulite. E um adendo: a peça tem de estar bem justa ao corpo.

A tecnologia foi desenvolvida pela Rhodia e aplicada ao jeans Canatiba, em um investimento de pesquisa e desenvolvimento que custou cerca de US$ 7 milhões. Lançado em feira de Nova York, o jeans foi apresentado ao público geral com o desfile nesta manhã.

Para dar a cara medieval da coleção Inverno 2014 da Herchcovitch, o estilista reforçou cotovelos e joelhos das calças e macacões com recortes que remetiam a armaduras.

A cartela de cores da temporada trabalhou as lavagens escuras do jeans e os tons de cinza nas demais propostas -- entrou também a versão mais fitness da Emana, em peças justas como calças, camisetas e bodies. A ala feminina recebeu ainda opções de looks coloridos em tons lavados e no amarelo mais intenso. Destaque para o xadrez em peças mais pesadas e o chiffon liso em sugestões mais vaporosas.

Nem Rhodia ou Canatiba falam de quanto é o aumento no custo da produção que recebe o Emana. Ambas citam o valor agregado que as criações recebem de quem está por trás do design de moda. Seria esta a variante responsável pelo preço final da peça, afirmaram as empresas.

 

$!$render-component.split('/')[$math.sub($render-component.split('/').size(), 1)]

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
Opiniões Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo