Moda

Blogueira com nanismo esbanja autoestima e inspira com muito estilo

Reprodução/Instagram
Rebeca Costa, do "Look Little" Imagem: Reprodução/Instagram

Juliana Simon

Do UOL

17/08/2017 09h53

Como muitas mulheres, Rebeca Costa não abre mão de mostrar suas referências fashion e sua paixão por se vestir (e se sentir) bem. Nada de diferente não fosse um detalhe: a blogueira tem nanismo.

Comandante do "Look Little" (@looklittle), há três anos, Rebeca conquistou 40 mil seguidores no Instagram e 1,2 mil inscritos em seu canal no YouTube postando seus looks do dia e dando aquela força para quem ainda não sabe como adaptar as roupas sem perder um pingo de charme.

"O blog é das pessoas, é um espaço para compartilhar ideias e captar ideias. Eu e meu público vamos nos incentivando, damos 'escadinha' uns para os outros”, diz em entrevista ao UOL.

Com a ajuda da mãe e incentivo de amigos e irmãs, Rebeca começou a vida de blogueira. "Sempre fui muito decidida, mas desta vez foi uma brincadeira e acabou estourando. Ainda faço tudo por conta própria", afirma.

 

 

Moda adaptada

A realidade para quem tem nanismo, no entanto, está longe do ideal. "A moda é muito precária para a gente e conseguir uma roupa perfeita é muito mais caro. Por exemplo, pago R$ 300 em um jeans e R$ 150 num conserto", lembra.

O futuro, no entanto, promete mais inclusão. "Vejo um público de estudantes de moda querendo abraçar a causa. Porém, como há vários tipos de nanismo, é difícil ter uma moda específica. Precisa ter uma dedicação total. Por enquanto, o ideal é a gente adaptar do nosso jeito", diz.

E atenção, marcas! Rebeca dá a dica para que vocês conquistem este público: "o maior problema é o comprimento dos braços e pernas. É o que mais pega com as roupas vendidas nas lojas".

 

Vida na moda

A vida "fashion" vai além dos posts e das palestras motivacionais. Rebeca também é modelo da agência Becs Model, de Niterói, conhecida por seus trabalhos em moda inclusiva, e participou de vários desfiles.

O que poderia ser uma barreira, virou profissão e missão. Rebeca conta orgulhosa que no dia 31 de julho de 2017, foi sancionada a Lei 13.472, que estabelece 25 de outubro como o "Dia Nacional de Combate ao Preconceito Contra as Pessoas com Nanismo". "Agora temos um dia nosso!", comemora.

Quase formada em Direito, a jovem sonha alto e quer combinar a carreira na moda com o trabalho de juíza. "Vou conseguir. Deu certo até agora. É claro que vai dar no futuro também", diz Rebeca.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Ana Aoun
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Ana Aoun
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo