Moda

PERFIL-Valentino foi o estilista que embelezava as mulheres

04/09/2007 18h54

Por Rachel Sanderson

LONDRES (Reuters) - O estilista Valentino, que anunciou nesta terça-feira sua aposentadoria da casa que fundou, tornou-se sinônimo de glamour ao longo de 45 anos vestindo nobres e estrelas em seus vestidos de noite da cor vermelho-vivo.

O simpático italiano ganhou fama quando Jacqueline Kennedy pediu a ele que desenhasse o vestido do seu casamento com Aristóteles Onassis. Junto de Giorgio Armani e Karl Lagerfeld, é considerado um dos principais estilistas vivos.

A aguardada aposentadoria dele ocorrerá depois de um desfile de alta-costura, no ano que vem.

Em julho, Valentino deu três dias de festa nos locais mais célebres de Roma para comemorar seus 45 anos de carreira, com a presença de astros como Uma Thurman e Mick Jagger. Na época, negou que sua aposentadoria fosse iminente.

Mas a despedida estranhamente chorosa ao final daquele desfile, quando colocou dezenas de modelos com seus vestidos na passarela, sugeria que era o fim de uma era.

Nesta terça-feira, "Va-va", como chamam os fãs, disse que seu "magnífico" aniversário --que teria custado 10 milhões de dólares-- seria irrepetível e que chegou a hora de pendurar as tesouras.

Em nota, ele afirmou: "Eu quero dizer, como fazem os ingleses: 'Gostaria de sair da festa quando ela ainda está cheia"'.

Valentino, tão famoso pelos vestidos quanto pelo estilo de vida extravagante e pelas festas, nasceu numa família simples em Voghera, norte da Itália, em 1932. Diz que foi a mãe quem estimulou o seu gosto pela moda.

Aos 17 anos, trocou a região industrial onde nasceu por Paris, onde aprendeu o negócio da alta-costura. Seu sonho era algo hoje mal-visto por muitos no setor --simplesmente deixar as mulheres mais bonitas.

"Amo as mulheres. Sempre tentei fazê-las parecer muito sensuais, muito glamourosas", disse ele certa vez.

A ascensão dele coincidiu com o auge do cinema italiano, e seus vestidos e saias com cintura de vespa ficaram associados a musas como Sophia Loren. Em 1962, ele já havia consolidado seu nome como mestre da alta-costura italiana a partir de sua base, em Roma.

(Reportagem adicional de Marie-Louise Gumunchian)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo