Moda

Estilista John Galliano volta a brilhar com desfile em Londres

BENOIT TESSIER
Imagem: BENOIT TESSIER

13/01/2015 10h51

Por Edward Baran

LONDRES (Reuters) - Quase quatro anos depois de ter sido efetivamente banido do cenário da moda de Paris, o estilista John Galliano, ex-celebridade pela Dior, apresentou em Londres um desfile de alta costura que muitos consideraram ser um retorno triunfal.

O britânico de 54 anos é amplamente considerado uma dos estilistas mais extravagantes e bem-sucedidos de sua geração, mas foi demitido pela Dior em 2011 depois que um vídeo o mostrou fazendo comentários antissemitas em um café de Paris.

Desde então, Galliano admitiu ter passado por tratamento contra dependência em drogas e álcool, e trabalhou brevemente como designer da marca de moda Oscar de la Renta em Nova York, em 2013.

A Maison Martin Margiela lhe deu um cargo permanente em outubro, nomeando-o diretor de criação.

Entre os admiradores que assistiram ao novo desfile da Margiela em Londres, que contou com vários vestidos vermelhos marcantes, estavam a modelo Kate Moss, cujo vestido de casamento era de Galliano, e o CEO da Burberry, Christopher Bailey.

Outras figuras de destaque no mundo da moda manifestaram o seu apoio ao retorno de Galliano.

"É John Galliano, então é bom, é fabuloso", disse à Reuters o designer de acessórios Manolo Blahnik, na segunda-feira. "É um belo espetáculo. Estou feliz que ele esteja trabalhando de novo."

Hilary Alexander, veterana jornalista de moda e ex-editora de moda do jornal Daily Telegraph, não conseguia conter sua animação com o retorno.

"O desfile foi sensacional", disse. "Estou absolutamente emocionada, estou em êxtase, não poderia estar mais feliz. Foi Galliano em sua melhor forma, no ponto alto, surpreendente e encantador, simplesmente maravilhoso ... Havia fitas e máscaras incríveis e dourado e ouro e bordados e terninhos sob medida."

Galliano, um graduado da prestigiosa Faculdade Central Saint Martin, em Londres, era elogiado pelos críticos de moda por seus desfiles teatrais e românticos na Dior, bem como por seus projetos criativos para sua marca John Galliano, que ainda pertence à LVMH, o maior grupo do setor de luxo no mundo.

(Reportagem de Michael Roddy e Chris Reese) 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Moda
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
RedeTV! Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Bloomberg
do UOL
UOL Mulher - Moda
RedeTV! Entretenimento
RedeTV! Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
Topo