Estilo de vida

Exposição em Milão traça história da beleza e da sensualidade; veja

Assimina Vlahou

De Roma para a BBC Brasil

Foi inaugurada em Milão, na Itália, uma exposição de fotografias organizada pelos estilistas da grife Dolce & Gabbana e pela revista Vogue americana, e que traça a evolução da beleza e da sensualidade feminina nos últimos 80 anos, na visão de alguns dos maiores fotógrafos de moda deste período.

Fotos: Veja imagens da exposição

Steven Klein/Divulgação

Steven Klein/Divulgação

Foto da mostra "Extreme Beauty in Vogue"


Em cartaz no Palazzo della Ragione, a mostra "Extreme Beauty in Vogue" traz 87 fotos assinadas por 17 artistas como Annie Leibovitz, Steven Klein, Erwin Blumenfeld, Richard Avedon, Irving Penn e Helmut Newton.

Segundo Anna Wintour, diretora da Vogue americana - a publicação de moda mais influente do mundo -, através das fotografias expostas é possível ter uma ideia de como o ideal de beleza mudou ao longo dos anos e quais fotógrafos conseguiram superar a passagem do tempo.

"É estimulante ver quanto foram audazes e visionários muitos fotógrafos da Vogue nos últimos 80 anos. Muitas destas fotos conservam o frescor de quando foram feitas", comentou Wintour na abertura da exposição.

Uma seção inteira da mostra é dedicada ao fotógrafo Irving Penn, que soube transformar o corpo e o rosto femininos em imagens de grande criatividade e força emotiva.

Ele é um dos fotógrafos preferidos de Anna Wintour. "Os retratos de Irving Penn são o exemplo mais significativo e representativo do meu ideal de beleza, que é um conceito em constante evolução", disse a diretora da Vogue.

Os estilistas Domenico Dolce e Stefano Gabbana concordam. "A beleza clássica deu lugar à palidez dos anos 20, às formas dos anos 50 e assim por diante, numa sequência de transformações e elaboração de conceitos que chegam a celebrar os extremos", analisaram os estilistas em entrevista ao programa semanal da TV italiana Magazine.

Segundo Dolce e Gabbana, entre as fotografias expostas não há apenas retratos de absoluta perfeição, mas sobretudo interpretações pessoais e subjetivas. "Às vezes, a beleza parece coincidir com a feiúra e algumas imagens transmitem ironia e gozação".

"Seguir um ideal não tem sentido. Não é a altura ou a magreza, o seio grande ou os lábios carnudos. Há mulheres belas que nada têm de belo. Mas talvez o segredo seja que estão bem consigo mesmas e portanto com o mundo", avaliam os estilistas.

A exposição tem direção artística do arquiteto francês Jean Nouvel, e fica em cartaz até o dia 10 de maio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
UOL Mulher - Moda
Redação
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Da Redação
do UOL
Redação
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Comportamento
Moda
do UOL
do UOL
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
do UOL
Redação
do UOL
BBC
Redação
Redação
Redação
Projetos
Redação
UOL Estilo
Estilo
Moda
do UOL
Redação
Redação
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo