Estilo de vida

Empresa lança "cadeira elétrica" para lagostas não sofrerem na panela

Uma empresa britânica vai lançar nesta semana um equipamento para evitar o sofrimento das lagostas na panela: o CrustaStun promete eletrocutar crustáceos - também pode ser usada com siris, caranguejos e outros animais - em menos de um segundo.

No site da empresa, a máquina é anunciada como "o primeiro atordoador eletrônico de crustáceos humano". Em média, uma lagosta costuma morrer em três minutos, quando cozida em água fervente.

O fundador da empresa britânica Studham Technologies, Simon Buckhaven, criou o equipamento em 2005, mas vem aperfeiçoando o sistema desde então. De acordo com ele, para evitar o sofrimento dos crustáceos.

Cientificamente, a capacidade de sentir dor de lagostas e outros crustáceos ainda é motivo de discussões, mas Buckhaven e organizações de defesa dos direitos de animais dizem acreditar que eles são capazes de sentir a morte lenta nas panelas.

"Esses animais são sensíveis à dor e à tensão e você não deveria fervê-los vivos ou jogá-los em água doce ou mesmo parti-los ao meio enquanto estão vivos", disse Buckhaven ao jornal britânico "The Independent" deste sábado.

Duas versões

Mas o preço para evitar o suposto sofrimento dos crustáceos é salgado: mais de R$ 7 mil para o equipamento menor.

A empresa oferece ainda uma versão industrial, já usada por diversas empresas da Grã-Bretanha, Irlanda, Portugal e Noruega, que custa mais de R$ 170 mil.

Além de evitar o sofrimento dos animais, o inventor da máquina diz que ela melhora a qualidade da carne da lagosta.

Segundo Buckhaven, em um teste de olhos vendados, consumidores teriam sido capazes de discernir entre as lagostas fervidas vivas e mortas.

"A carne era mais doce e tinha uma consistência melhor. Se você comer um animal que sofreu estresse antes de morrer, vai sentir que isso afeta a qualidade da carne", afirmou o britânico ao "Independent".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
UOL Estilo
Moda
do UOL
Redação
UOL Mulher - Moda
Redação
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Da Redação
do UOL
Redação
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Comportamento
Moda
do UOL
do UOL
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
do UOL
Redação
do UOL
BBC
Redação
Redação
Redação
Projetos
Redação
UOL Estilo
Estilo
Moda
do UOL
Redação
Redação
UOL Estilo
Topo