Comportamento

Espanhola é presa por criar perfil falso no Twitter para se vingar do ex-namorado

Creative Tools
Ex-namorada mentiu que estava sendo ameaçada Imagem: Creative Tools

Anelise Infante De Madri para a BBC Brasil

Uma mulher foi presa nesta semana na cidade de Ayamonte, sul da Espanha, por criar um perfil falso na rede social Twitter, com a intenção de se vingar do ex-namorado.

A acusada, identificada pela polícia pelas iniciais A.R.C.P., usou a rede social para mandar mensagens com ameaças a si mesma. No remetente, no entanto, aparecia o perfil falso do ex-namorado, criado por ela.

Com os tuítes como prova, A.R.C.P. foi à delegacia e prestou queixa contra o homem cujas iniciais são G.X.L.R.. O ex-namorado foi enquadrado pela polícia como sendo perigoso, agressivo e suspeito de maus-tratos.

Após a denúncia, o ex-namorado foi preso e passou 12 dias na cadeia, no Centro Penitenciário de Huelva.

O Serviço de Proteção à Mulher Maltratada (um órgão da polícia espanhola) chegou a protocolar um pedido à Justiça, para acompanhamento da suposta vítima. No documento, as autoridades pediam que o ex-namorado fosse proibido de se aproximar de A.R.C.P. a uma distância menor que 500 metros.

Reviravolta

As investigações, no entanto, deram uma reviravolta no caso. Segundo a Guarda Civil da província de Huelva, o rastreamento das mensagens permitiu descobrir que toda a informação postada era recebida e enviada do mesmo lugar.

O sistema de rastreamento policial detectou que desde a criação do perfil até a última mensagem mandada no início de julho, tudo tinha origem no mesmo endereço eletrônico (IP- Internet Protocol). Os tuítes saíram e chegaram do mesmo computador, praticamente na mesma hora.

A.R.C.P. foi presa nesta terça-feira, acusada de delitos contra a Administração Judicial, por falso testemunho com ameaças graves em relação à sua integridade física e moral, falsidade ideológica e intenção de incriminar o ex-namorado, que não tem antecedentes penais.

Se for condenada, ela pode pegar de oito meses a dois anos de cadeia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
Redação
Redação
Topo