Estilo de vida

Hoje é Dia do Rock, bebê! Veja 13 roqueiras inspiradoras

Thereza Eugênia/Divulgação
Rita Lee em uma apresentação no Teatro Tereza Rachel em 1974 Imagem: Thereza Eugênia/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

13/07/2017 07h04

Nesta quinta-feira, 13 de julho, é comemorado o Dia Mundial do Rock. A data acontece desde 1985, quando foi realizado o Live Aid, um concerto simultâneo que ocorreu em Londres (Inglaterra) e na Filadélfia (Estados Unidos).

O espetáculo contou com a presença de artistas como The Who, Led Zeppelin, Madonna, Queen, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, U2, Paul McCartney, Phil Collins, Eric Clapton e Black Sabbath. E foi organizado por Bob Geldof e Midge Ure com o objetivo de arrecadar fundos em prol dos famintos da Etiópia.

Para celebrar a data, listamos 13 roqueiras que você respeita!

1. Janis Joplin

 

A post shared by Janis Joplin (@janisjoplin)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

Morreu em 1970, aos 27 anos, e se tornou um ícone. Brilhou em uma época em que as estrelas do rock eram homens--que adoravam cantar a mulher como um objeto sexual. Com seu vozeirão e estilo rebelde, fez muito sucesso nos anos 1960, justamente o auge do movimento feminista nos Estados Unidos. Aproveitou para levantar questões femininas em canções como "Women is Losers". Janis lançou quatro álbuns e segue lembrada por seu talento até hoje.

2. Rita Lee

 

A post shared by Rita Lee Jones (@litaree_real)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

Considerada a "Rainha do Rock Brasileiro", lá pela década de 1970 já falava sobre o prazer do ponto de vista feminino. Afinal, quem nunca cantarolou: "vê se me dá o prazer de ter prazer comigo", de "Lança Perfume" e "Molhada de suor, de tanto a gente se beijar. De tanto imaginar...loucuras", de "Mania de Você", apenas para lembrar alguns de seus grandes sucessos.

3. Joan Jett

 

A post shared by Joan Jett (@joanjett)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

Antes de ser eleita como a 87ª melhor guitarrista de todos os tempos, em uma lista que contava apenas com duas mulheres, ela teve seu trabalho rejeitado por nada menos do que 23 gravadoras (!). Também estão em seus feitos fundar em 1975, junto com a baterista Sandy West, a The Runaways: primeira banda formada só por mulheres a alcançar fama internacional.

4. Pitty

 

A post shared by ??PITTY?? (@pitty)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

A baiana se destaca como um dos nomes do atual rock brasileiro. Ela conquistou espaço nas rádios e nos palcos com hits como "Me adora" e "Equalize". Também é bastante conhecida por sua luta em prol da igualdade de gêneros e, volta e meia, faz seu público refletir sobre atitudes machistas e sexistas tanto dentro quanto fora dos palcos.

5. Chrissie Hynde

 

A post shared by Chrissie Hynde (@chrissiehyndemusic)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

É líder do Pretenders desde 1978, quando cravou sua importância na história do rock conquistando a liderança da banda (cheia de homens) e o respeito da crítica. Ativista pró-direitos dos animais, ela chegou a ser presa em 2000 após destruir jaquetas de couro numa loja. Também já teve um restaurante vegetariano em Akron, sua cidade natal.

6. Patti Smith

 

A post shared by Patti Smith (@officialpattismith)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

Considerada a "avó do punk", fez as primeiras apresentações no começo dos anos 1970, quando passou a ser reconhecida como a porta-voz de uma geração. Muitos, inclusive, reconhecem que, se não fosse Patti, dificilmente haveria caminho para Debbie Harry e Courtney Love, entre outras. Dona de muitos talentos, Patti é artista plástica e fotógrafa, além de escritora. É autora de livros como "Só Garotos", que conquistou o National Book Award em 2010, e "Linha M".

7. Doro Pesch

 

A post shared by Doro Pesch (@dorowarlock.rp)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

A cantora, compositora e produtora musical alemã foi vocalista da banda Warlock, e uma das poucas cantoras de metal dos anos 1980. Após muitas mudanças de integrantes, e de ter sido a única que restou da formação original, optou por seguir carreira solo. Continua na ativa até hoje, inspirando boa parte das bandas femininas de metal.

8. Siouxsie Sioux

 

A post shared by SIOUXSIE SIOUX. (@siouxsiesiouxpage)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

A cantora britânica chamava a atenção com seu visual chocante e suas atitudes pouco convencionais. Ela foi vocalista da banda pós-punk Siouxsie and the Banshees, e de um projeto paralelo menos conhecido, a banda The Creatures. Fez muito sucesso na década de 80, consagrando-se como uma das percursoras do gothic rock.

9. Debbie Harry

 

A post shared by Debbie Harry (@debbieharrydaily)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

Eternizada como a vocalista do Blondie nos anos 1970, é considerada uma das principais e mais emblemáticas musas do rock. A cor dos cabelos de Harry serviram de inspiração para o nome do grupo. Já o visual e o som da musa, se tornaram referência para várias gerações.


10. Courtney Love

 

A post shared by Courtney Love Cobain (@courtneylove)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

A polêmica vocalista, compositora e guitarrista do Hole chama a atenção tanto pela voz marcante quanto pela história, como o fato de ser ex-mulher de Kurt Cobain. Volta e meia dá uma declaração ousada, sem medo de dizer o que pensa, como quando falou sobre o som de Bruce Springsteen, em entrevista à "Rolling Stone": "Saxofones não pertencem ao rock ‘n’ roll".

11. Cássia Eller

 

A post shared by Central da MPB (@centraldampb)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

Dona de uma voz potente, Cássia lançou versões emocionantes e que viraram hits como "Malandragem". Na vida pessoal, era casada com uma mulher--em uma época em que o assunto era bem mais tabu do que hoje.

12. Marie Fredriksson

 

A post shared by Roxette (@realroxette)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

A voz principal da dupla sueca Roxette, ela tem quase 30 anos de carreira no pop rock. Em 2002, chegou a ser diagnosticada com um câncer no cérebro e, logo após o tratamento e uma cirurgia, voltou aos palcos. Poderosa!

13. Kim Gordon

 

A post shared by Kim Gordon (@kimletgordon)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

Aos 56 anos, é baixista, guitarrista e ex-vocalista do Sonic Youth – um dos nomes mais importantes do rock alternativo americano. Tocou também em bandas paralelas (como o Free Kitten) e é criadora de uma marca de roupas, além de ser artista plástica e de ter feito algumas participações como atriz em filmes e séries. Feminista, Kim lançou em 2015 a autobiografia "A Garota da Banda", em que fala sobre infância, casamento, filhos e música.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo