Estilo de vida

"Fiquei desesperada": após achar R$ 400, mulher encontra dono pelo Facebook

Arquivo pessoal
Graças ao Facebook, Jéssica reencontrou Christian e devolveu o dinheiro perdido Imagem: Arquivo pessoal

Denise de Almeida

Do UOL

26/07/2017 21h25

Era o fim de tarde de uma quinta-feira comum quando Jéssica Santos Silva, 18, se deparou com um bolo de dinheiro caído no chão ao limpar mesas da lanchonete onde trabalha. Assustada, ela recolheu a quantia e olhou em volta, em busca do dono dos R$ 400.

"Fiquei desesperada, porque não tinha como eu perguntar de quem era", conta a operadora de caixa, que trabalha há dois anos no Rancho da Pamonha, em Santa Isabel (SP).

Jéssica conta que é comum se deparar com itens perdidos, mas que dessa vez foi diferente.

"Celular a gente acha muito, por exemplo, e fica esperando a pessoa dar falta e ir procurar. Só que nesse caso era dinheiro demais. Eu nunca tinha achado tanto dinheiro assim, era um bolo!"

O caso aconteceu no dia 13 de julho, por volta das 18h. Sem saber como localizar o dono, Jéssica, que está em seu primeiro emprego, levou a quantia à sua gerente, para guardar. "Quando a pessoa for pagar vai dar falta do dinheiro e a gente entrega, pensei. Só que isso não aconteceu". 

Arquivo pessoal
"A gente faz as coisas certas, pelo menos existe reconhecimento", diz Jéssica Imagem: Arquivo pessoal

Depois de verificar as câmeras de segurança e descobrir que o dono da grana já tinha ido embora, a gerência tentou buscar uma solução, uma vez que ninguém voltou reclamando a perda. "Não tínhamos nada dele. Nem nome, papel ou número para identificar ou entrar em contato para devolver".

Então, uma semana após o episódio, a gerente resolveu fazer um apelo no Facebook, com a imagem do rapaz captada pelo circuito interno de segurança. "Gostaríamos de localizá-lo para a devolução do dinheiro. Se alguém o conhecer, entre em contato conosco ou marque-o aqui nessa postagem", dizia a mensagem.

Rapidamente o alerta se espalhou: foram mais de 28 mil compartilhamentos na rede social e quase 20 mil reações.

O alcance da publicação foi tanto que já no dia seguinte o distraído dono do dinheiro foi encontrado: era Christian Lemos, professor universitário. Jéssica conta que Christian foi alertado pelos alunos dele, já que ele não possui perfil no Facebook. "Quando ele encontrou a gente, ficou muito feliz e agradeceu muito".

"Não me achei nenhum exemplo. Todo mundo deveria fazer isso. Se fosse comigo, gostaria que alguém fizesse o mesmo. A gente faz o correto para ficar bem consigo mesmo. Hoje eu tenho a consciência tranquila", diz a funcionária, admirada com a repercussão do caso e por ter virado notícia.

Jéssica conta que ouviu elogios de todas as partes, até em casa. "Minha mãe ficou super orgulhosa, mas falou que não estava surpresa com a minha atitude. Ela também ficou feliz com a repercussão, porque todo mundo falou bem de mim. Respondi: 'graças a Deus, mãe. A gente faz as coisas certas, pelo menos existe reconhecimento'".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo