Estilo de vida

Cafeteria cria "imposto de homem" para compensar discrepância salarial

Reprodução/Facebook
Cafeteria na Austrália "cobra imposto" dos clientes do sexo masculino Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

07/08/2017 16h35

Os homens que frequentam uma cafeteria de Melbourne, na Austrália, precisam pagar uma taxa extra para consumir no local, chamada pela proprietária de "imposto de homem". Na Handsome Her, eles pagam 18% a mais do que as mulheres na compra de qualquer produto do estabelecimento.

Alex O'Brien, proprietária do lugar, explicou que a ideia é priorizar o público feminino, já que "por décadas houve uma discrepância salarial" entre os dois sexos. Todas as mulheres que frequentam o café também têm prioridade sobre os assentos.

De acordo com Alex, a resposta dos clientes têm sido positivas e muito homens, inclusive, chegam a pagar o imposto e ainda doar um valor acima do cobrado pelo estabelecimento.

Contudo, a medida também está recebendo muitas críticas nas redes sociais. Muitos internautas consideram a atitude da australiana sexista.

E você? O que acha da ideia?

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo